Como Steve Carell salvou The Office?

Uma atitude 'heroica' do astro salvou o sitcom

Redação Publicado em 21/08/2020, às 20h04

None
Steve Carell como Michael Scott em The Office (Foto: Reprodução/ Comedy Central)

Em 2007, o Writers Guild of America (Sindicato de Roteiristas dos Estados Unidos) entrou em greve, e isso paralisou dezenas de obras audiovisuais - incluindo The Office. No entanto, foi graças a uma atitude heroica de Steve Carell que o sitcom foi salvo. As informações são do Cheatsheet.

+++ LEIA MAIS: As 4 melhores cenas deletadas de The Office: Michael jamaicano, assassino secreto e mais [LISTA]

"Em 5 de novembro de 2007, o Writers Guild of America entrou em greve. Eles estavam lutando por compensação para novas mídias, como produções originais da web e streaming", explicou Brian Baumgartner em um episódio do podcast dele, An Oral History of The Office.

O elenco e a equipe de The Office se solidarizaram com os roteiristas durante a greve. “Lembro que todos sentiram muita tensão. Apoio os escritores, mas é um pouco assustador. Parecia tão desconcertante. Penso que, em retrospecto, realmente aprecio o quão corajoso foi [para os escritores travarem essa batalha em nome de The Office]”, contou Ed Helms.

+++ LEIA MAIS: Cena de The Office foi tão intensa que Rainn Wilson, o Dwight, chorou de verdade ao ver a atuação de Jenna Fischer

Enquanto a greve acontecia, os showrunners tinham um roteiro pronto para o icônico episódio “Dinner Party” do sitcom: "Steve Carell disse: 'Não, a maneira como fazemos esta série é colaborativa’. Carell tentou explicar aos executivos como os escritores e produtores trabalhariam juntos para as novas piadas e para criar momentos mais memoráveis ​​da série. Mas não adiantou", lembra Schur

"E ele [Steve Carell] não apareceu. Isso foi uma coisa tão heroica - ele simplesmente ficou em casa", contou Schur. Depois de filmar as cenas que podiam sem Michael Scott, a produção de The Officefoi encerrada. Schur ainda completou que o astro ainda disse a Greg Daniels para despedi-lo se fosse o necessário.

+++ LEIA MAIS: Você percebeu mudança sutil no guarda-roupa de Pam, de The Office, depois do término com Roy?

Carell sentiu que sem os escritores no set, não era a mesma série e ele não continuaria sem os roteiristas. "Protegemos muito a série. Na maioria das vezes, eu estava em uma posição de não dizer algo e não apenas deixar as coisas acontecerem", afirmou o astro.

Durante a greve, Mindy Kaling criou uma placa que dizia: "Steve CarellAmerican Hero". Após 100 dias, os estúdios chegaram a um acordo e voltaram ao trabalho. Felizmente, o movimento teve um impacto positivo na indústria, mas ainda há muito trabalho a ser feito, de acordo com o Cheatsheet

+++LEIA MAIS: Por que Steve Carell precisou 'mentir por meses' durante filmagens de The Office?

Baumgartner completou que estava orgulhoso do papel desempenhado por The Office: "Todos em nossa série eram uma equipe. Eles eram super-heróis."


+++ DELACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'