Como surgiu o especial de Os Simpsons com Michael Jackson - e por que ele foi excluído 28 anos depois [FLASHBACK]

O cantor pop fez uma participação no episódio "Papai Muito Louco", em 1991

Redação Publicado em 18/02/2021, às 15h22

None
Michael Jackson (Foto: AP) e Os Simpsons (Foto: Reprodução)

Michael Jackson era um grande fã de Os Simpsons e não perdeu a chance de fazer uma participação no seriado. Nos anos 1990, um episódio especial com o astro pop foi lançado e fez sucesso entre o público. Mas, 28 anos depois, o capítulo foi excluído do catálogo pelos próprios produtores. 

Tudo começou com um pedido de Jackson, que também foi responsável por escrever o número musical "Do The Bart" para a animação. O artista entrou em contato diretamente com o criador Matt Groening e perguntou se poderia fazer parte de um episódio, segundo informações da CBR.

+++LEIA MAIS: Michael Jackson deu instruções para uso da fortuna em testamento secreto

A aparição de Jackson foi planejada para o primeiro episódio da terceira temporada, chamado "Papai Muito Louco". Escrito por Al Jean e Mike Reiss, o capítulo mostrava Homer em uma instituição mental após ser reprovado em um teste psiquiátrico.

Na instituição, ele conhece um homem que alega ser Michael Jackson e, quando é liberado, convida o colega para se hospedar na casa dele, especificamente no quarto de Bart - o que, segundo a CBR, envelheceu mal ao longo dos anos junto com o retrato das doenças mentais.  

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Apesar de não cantar no especial e apenas dublar o personagem, Jackson compôs a canção "Happy Birthday Lisa", que Bart canta para Lisa, de acordo com o IGN

O sucesso do episódio fez os criadores cogitarem uma sequência, desta vez, com Prince, mas a ideia não foi desenvolvida. E, alguns anos mais tarde,  "Papai Muito Louco" foi retirado do catálogo. 

+++LEIA MAIS: Michael Jackson quase morreu durante as gravações de ‘Billie Jean’; entenda

Em 2019, após o lançamento do documentário Deixando Neverland e a repercussão das acusações de abuso contra o cantor pop, o produtor executivo James L. Brooks anunciou que o episódio não seria mais exibido e não ficaria disponível nas plataformas de streaming. 

"Este era um episódio precioso. Temos muitas boas memórias dele, mas isso não permite que o mantenhamos no ar. Sou contra a ideia de queimar livros, mas este é nosso e temos permissão para arrancar um capítulo", disse Brooks ao The Wall Street Journal na época.

+++LEIA MAIS: Como Michael Jackson foi coroado Rei do Pop?


+++ HUNGRIA HIP HOP: 'SOU APEGADO EM SORRISOS QUE A MÚSICA PODE LEVAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL