Como uma música dos Beatles quase foi literalmente para o espaço?

Durante a construção de duas sondas espaciais, Voyager 1 e Voyager 2, sugeriram incluir uma trilha do icônico quarteto

Redação Publicado em 12/03/2020, às 13h38

None
The Beatles (Foto: AP Images)

Ao lado de "Hey Jude", "Let It Be" e "All You Need Is Love", "Here Comes the Sun" é uma das músicas mais famosas dos Beatles. Delicada, bonita e versátil, a faixa já ganhou versões de vários artistas desde a banda de rock Ghost à lenda do soul Nina Simone.

+++ LEIA MAIS: 5 clássicos do rock ‘roubados’ de outros artistas: Beatles, Deep Purple e mais

A música, presente no icônico disco Abbey Road, conquistou a atenção da NASA e quase foi para o espaço. Segundo o Cheat Sheet, Carl Sagan, responsável por supervisionar a construção de duas sondas espaciais, Voyager 1 e Voyager 2, que foram enviadas para o espaço, havia um disco chamado de Voyager Golden Record com sons que representavam a Terra. 

No registro, sons de tempestades, sons de pássaros e composições de música clássica estavam presentes para caso de uma forma de vida extraterrestre encontrasse poder ter uma noção da vida no grande planeta azul. 

+++LEIA MAIS: Baixo isolado de ‘Come Together’ prova que Paul McCartney é um dos melhores baixistas de todos os tempos

Um dos colaboradores de Sagan, Jon Lomberg, discutiu sobre a possibilidade de colocar "Here Comes the Sun" nos registros das sondas. 

"Os Beatles eram a escolha mais óbvia para incluir na música. Eles ainda estavam no auge da fama, em uma espécie de pico absoluto das realizações musicais ocidentais da época". Sagan chegou a comparar o repertório dos Beatles à literatura de William Shakespeare.

No entanto, eles acabaram mudando de ideia ao perceberem que a música não encaixaria tão bem como eles pensaram no início. Sendo assim, outro músico foi incluída no disco: Chuck Berry.

+++ LEIA MAIS: 7 itens bizarros dos Beatles vendidos por muito dinheiro: vaso sanitário por R$ 57 mil e dente por R$ 181 mil

A justificativa? Um colega o convenceu de que a Terra tem muitos adolescentes e que, ao considerar que o "disco espacial" foi projetado para encapsular o planeta, o registro deveria ter uma música mais "adolescente".  E era exatamente isso que Sagan e Jon Lomberg pensavam do clássico de Berry: "terrível" e "adolescente". 


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA