Condicional de Chris Brown é revogada depois de confusão no trânsito

Cantor bateu o carro e se recusou a dar informações sobre seus documentos

Redação Publicado em 16/07/2013, às 11h53 - Atualizado às 15h47

Chris Brown
AP

A condicional de Chris Brown foi revogada depois que um juiz revisou os detalhes do caso envolvendo as acusações de um acidente de carro, segundo noticiou a agência Associated Press.

Pussy Riot, Lindsay Lohan, Planet Hemp: relembre dez casos de músicos que foram parar atrás das grades

O cantor compareceu à corte nesta segunda, 15, acompanhado por familiares, e sentou com os braços cruzados e a cabeça baixa enquanto promotor e advogado discutiam seu futuro diante do juiz James Brandlin. “Nessa questão, a condicional está revogada”, disse Brandlin ao terminar a sessão.

Embora Brown ainda possa apelar no caso, as regras de Brandlin significam que o cantor pode passar até um ano na prisão caso seja condenado. O advogado, Mark Geragos, afirmou que espera que a questão seja resolvida informalmente, sem a necessidade de uma audiência sobre a liberdade condicional. O representante do distrito, Mary Murray, não pediu a prisão do cantor e o juiz permitiu que ele continuasse livre.

Embora o caso tenha acontecido em San Fernando Valley, no início de maio, Brown não foi processado até a metade de junho. De acordo com relatório policial, Brown se recusou a dar informações sobre seu documento de motorista e seu seguro depois de supostamente colidir com outro veículo em um sinal vermelho. A mulher que estava com ele no momento, Karrueche Tientrese Tran, ofereceu seu próprio número e afirmou que era dona do carro.

Nos documentos policiais, a outra envolvida no incidente é uma mulher identificada como Olga G., dona da Mercedes Benz atingida. Ela garante ter sido educada em um primeiro momento mas ficou frustrada quando não conseguiu o número que insistiu em pedir. Eventualmente ela tirou uma foto dos dois e recebeu resposta mais agressiva, com gritos de Brown, que tentou tirar das mãos dela a câmera.

“Fiquei tão chocada que não sabia o que dizer”, disse Olga G. em depoimento. “Apenas alguns minutos antes ele era um cara gentil. Depois começou a gritar insultos sem sentido por um tempo, fechou a porta e saiu rápido e fazendo barulho.”

O músico está cumprindo condicional por ter agredido a então namorada Rihanna, em 2009, e a nova confusão está longe de ser a primeira vez que ele descumpre as regras. Em fevereiro, Brown e Frank Ocean se envolveram em uma briga em um estacionamento – Ocean decidiu não processar pelo caso, enquanto em junho do ano passado o alvo foi Drake, em Nova York. Promotores afirmaram recentemente que os incidentes são provas de que Brown violou os termos de sua condicional – ele também é acusado de não ter cumprido adequadamente o serviço comunitário necessário.