Conheça 1917, filme que desbancou Coringa e O Irlandês no Globo de Ouro 2020

No Brasil, a produção de Sam Mendes sobre a Primeira Guerra Mundial será lançada em 23 de janeiro

Redação Publicado em 06/01/2020, às 10h04

None
George MacKay em 1917 (Foto: Francois Duhamel / Universal Pictures)

Na noite do último domingo, 5, foi realizada a 77ª edição do Globo de Ouro. 

Talvez, os momentos que deixaram os espectadores mais surpresos foram as vitórias de 1917 nas categorias de Melhor Diretor (Sam Mendes) e Melhor Filme de Drama.

+++ LEIA MAIS: Coringa e O Irlandês são desbancados por 1917, mas Joaquin Phoenix sai vitorioso no Globo de Ouro 2020

Com esses dois prêmios importantíssimos, Mendes desbancou os maiores diretores do ano, como Martin Scorsese com O Irlandês, Quentin Tarantino com Era Uma Vez Em... Hollywood e Todd Phillips com Coringa.

Conheça 1917, filme que desbancou Coringa e O Irlandês no Globo de Ouro 2020:

ENREDO

Roteirizado por Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns, 1917 acompanha a vida de Schofield (George MacKay, de Capitão Fantástico) e Blake (Dean-Charles Chapman, de Game of Thrones), dois soldados britânicos que recebem uma missão quase impossível: atravessar o território inimigo com uma mensagem que pode cessar o ataque brutal de milhares de pessoas durante a Primeira Guerra Mundial.


DIRETOR

Além de assinar o roteiro, Sam Mendes assume brilhantemente a cadeira de diretor. O cineasta recebeu um Oscar por seu trabalho em Beleza Americana (2000), além de comandar títulos como 007 - Operação Skyfall e 007 Contra Spectre.


ELENCO

George MacKay (Capitão Fantástico) e Dean-Charles Chapman (Game of Thrones) vivem, respectivamente, os protagonistas Schofield e Blake. Contudo, o elenco ainda reúne grandes nomes como Benedict Cumberbatch, Mark Strong, Richard Madden, Colin Firth e Andrew Scott.


FORTE CANDIDATO AO OSCAR?

É provável que 1917 entre para a lista de favoritos do Oscar 2020 ao menos na categoria de Melhor Fotografia (Roger Deakins). Deakins venceu o Oscar de Melhor Fotografia em 2017, com Blade Runner 2049, mas também foi o diretor responsável por Fargo, Um Sonho de Liberdade, Bravura Indômita, entre  outros.

 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'