Conheça David Minns, o primeiro caso extraconjugal de Freddie Mercury

O vocalista do Queen e o executivo da Elektra Records começaram o caso em 1975

Redação Publicado em 17/04/2020, às 09h46

None
Freddie Mercury (Foto: Legacy / Media Punch)

Freddie Mercury teve diversos casos e relacionamentos ao longo da vida, mas teve um amante que transformou o vocalista do Queen. Quando ainda mantinha o noivado com Mary Austin, o cantor se envolveu pela primeira vez com um homem, David Minns.

Executivo da Elektra Records, Minns conheceu Mercuryem uma das luxuosas festas organizadas pelo cantor, que tinha acabado de ser tornar uma celebridade por causa do sucesso de  “Bohemian Rhapsody”.

+++ LEIA MAIS: Adam Lambert nunca quis imitar Freddie Mercury no Queen: ‘Só celebrá-lo’

Na biografia This Was The Real Life: The Tale of Freddie Mercury, o ex-amante de Mercury contou que o relacionamento começou durante uma turnê do Queen nos Estados Unidos, em 1975. Logo após voltar para casa, o músico contou para Mary sobre o caso e os dois terminaram o noivado.

“Eu o conheci melhor em 1975, quando, depois de três álbuns, o nome do Queen já era conhecido no exterior. Freddie era conhecido, mas ainda não era famoso. Depois do 'Bohemian Rhapsody', eu o vi se transformar em uma celebridade; eu o vi alcançar suas ambições", escreveu Minns.

O autor completou: "Ele mesmo disse em vídeo que ele não sabia cozinhar e que ele seria uma dona de casa inútil, então Freddie decidiu que em seu trabalho seria ser uma estrela”.

+++LEIA MAIS: Queen tentou trazer outro cantor para a banda antes de Adam Lambert, mas não ele quis assumir a posição deixada por Freddie Mercury

Depois de muitas festas e cartas de amor, o romance entre os dois terminou após dois anos, em 1977. Em um das apresentações do Queen na América do Norte, o vocalista se envolveu com o chef de cozinha Joe Fanelli, o segundo dos muitos casos de Mercury ao longo carreira. 


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA