Conheça The Liverbirds, a única banda de mulheres em Liverpool na época dos Beatles

As integrantes formaram o primeiro grupo de rock do Reino Unido composto inteiramente por mulheres

Redação Publicado em 14/03/2020, às 13h00

None
The Liverbirds (Foto: Reprodução/Divulgação)

Mary McGlory (baixo), Valerie Gell (guitarra e vocais), Pamela Birch (vocais) e Sylvia Saunders (bateria) formavam a The Liverbirds, a primeira banda de rock do Reino Unido composta inteiramente por mulheres, formada em 1963, em Liverpool. 

+++LEIA MAIS: 3 músicas dos Beatles banidas das rádios por motivos totalmente ridículos

De acordo com Mary, que ao lado de Sylvia são as únicas integrantes ainda vivas, a inspiração para a banda é clara: os Beatles, principalmente após ela ter assistido a um show de Paul McCartney, John Lennon, George Harrison e Ringo Starr no início da década de 1960.

The Liverbirds, logo, nasceu na mesma época dos Fab Four, porém a história delas é um pouco diferente. Valerie aprendeu a tocar guitarra e Sylvia bateria quando as bandas de rock começaram a ser formadas em Liverpool. Ao ler uma matéria no jornal Mersey Beat, as duas conheceram The Squaws: grupo de Mary ao lado das primas. 

+++LEIA MAIS: As 5 músicas dos Beatles feitas por Paul McCartney que John Lennon mais gostava  

As integrantes do The Squaws, no entanto, não sabiam como tocar os instrumentos que tinham e Valerie e Sylvia decidiram fazer uma visita a Mary e convidá-la para a Liverbirds - convite que ela aceitou e tornou-se a baixista do grupo.

Mesmo em uma época mais machista, as meninas conseguiram formar a primeira banda feminina de rock da Inglaterra, mas sabiam o quão difícil seria conquistar espaço, ainda mais disputá-lo com o sucesso dos Beatles

+++LEIA MAIS: O dia em que John Lennon comparou os Beatles a Jesus Cristo - e depois se justificou; assista

O encontro entre The Liverbirds e Beatles aconteceu. Bob Wooler, Dj do Cavern Club,  fez com que os músicos se encontrassem no camarim da casa de show. John Lennon viu as cases de instrumentos e perguntou a Mary o que era. Ela respondeu: "Guitarras" e ele disse: "Meninas não tocam guitarras", segundo o JC. Isso não fez com que elas desistissem, porém.  

As meninas viajaram com grandes bandas como Rolling Stones e com Jimi Hendrix, inclusive, Sylvia conta que dividiu um baseado de maconha com Hendrix.

O grupo se manteve de 1963 a 1968 - com o segundo e último disco lançado em 1966 -, e esteve em paradas inglesas e europeias com o single “Peanut Butter”. 

+++LEIA MAIS: Jimi Hendrix chamou Paul McCartney para formar supergrupo com Miles Davis; por que deu errado?

Ao todo, o quarteto das mulheres de Liverpool lançou dois discos, Star-Club Show 4 (1965), e More of the Liverbirds (1966). Em 1967, no entanto, a maternidade afastou a baterista Sylvia dos palcos. Além disso, o pouco tempo de carreira é devido à falta de um empresário como Brian Epstein, dos Beatles - elas até convidaram Brian para gerenciar a carreira delas, mas ele negou. 

As músicas e discos de The Liverbirds estão disponíveis nas plataformas digitais. Embora elas tenham uma curta carreira, a imagem delas foi muito importante para a história do rock britânico e principalmente para mostrar que mulheres podem fazer o que quiserem, inclusive tocar música - seja em 1963 ou em qualquer data. 

Conheça The Liverbirds:


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA