Conheça a verdadeira história por trás de ‘A Day in the Life’, dos Beatles

Os versos da música fazem o público ouvir vários episódios marcantes para os Fab Four durante a década de 1960

Redação Publicado em 01/03/2020, às 10h30

None
Beatles (Foto: AP)

Além de ser a música que fecha Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club, “A Day in the Life” é uma composição baseada em várias histórias de pessoas e eventos relacionados aos Beatles. As informações foram reunidas pela revista Far Out.

O primeiro verso (“I read the news today, oh boy”/ em tradução livre: Eu li as notícias hoje e, rapaz) já deixa claro que o público irá ouvir alguns eventos trágicos. O primeiro é o do socialite irlandês Tara Browne, que morreu aos 21 anos em um acidente de carro. 

+++LEIA MAIS: Ozzy Osbourne adoraria colaborar com Paul McCartney, mas é pessimista: ‘Duvido que isso aconteça’

A estrofe conta: [em tradução livre] "Ele arrebentou a cabeça em um carro / Não tinha percebido que o semáforo tinha mudado / Uma multidão parou e ficou encarando / Eles já tinham visto seu rosto antes / Mas ninguém tinha certeza se ele era do congresso.” 

Browne era um grande amigo de John Lennon e Paul McCartney e um artigo sobre a morte dele de fato foi publicado em um jornal inglês. Os detalhes do acidente são ficcionais, para confundir a imagem de Browne com a de um político.

+++LEIA MAIS: As duas vezes que discos dos Beatles foram derrotados por Frank Sinatra no Grammy

Logo depois, Lennon canta uma estrofe de autoanálise, ao citar em um verso “Eu vi um filme hoje, rapaz / O exército inglês tinha acabado de vencer a guerra.” É uma referência a Como Eu Ganhei a Guerra (1967), filme de comédia estrelado por Lennon, no qual ele interpreta um comandante charlatão na Segunda Guerra Mundial.

 McCartney retorna na próxima estrofe para contar de coisas comuns do tempo que ele viveu em Liverpool: “Acordei, caí da cama / Passei um pente pela minha cabeça / Desci as escadas e tomei um café / E olhando para cima, percebi que estava atrasado.”

+++LEIA MAIS: Por que Paul McCartney foi o único dos Beatles a não gostar do disco Let It Be?

“Achei meu casaco e peguei meu chapéu / Peguei o ônibus em segundos / Segui o caminho pelas escadas e acendi um cigarro / Então alguém falou e eu entrei em um sonho.” Por fim, Lennon decide voltar ao tema das notícias abordado no começo e cita uma notícia real, na mesma página do jornal que leu o artigo sobre Tara Browne.

“Eu li as notícias hoje, rapaz / Quatro mil buracos em Blackburn, Lancashire / E embora os buracos fossem bem pequenos / Eles tiveram que contar todos / Agora eles sabem quantos buracos são necessários para encher o Albert Hall.” A notícia falava sobre os problemas nas estradas da região norte da Inglaterra.

+++LEIA MAIS: Como The Dark Side of the Moon vendeu mais do que qualquer disco dos Beatles ou Led Zeppelin?

A música é uma viagem nostálgica dos Beatles pela década de 1960, acompanhada por uma orquestra, todos vestidos com roupas escandalosas e colocando pitadas de humor a cada verso. Relembre “A Day in the Life” no clipe abaixo:


+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN