Continuação de 300 seria um romance gay, revela Zack Snyder

Diretor Zack Snyder disse que nome do projeto era "Blood And Ashes" e seria uma história de amor em meio à guerra, mas Warner Bros. engavetou

Itaici Brunetti Publicado em 18/05/2021, às 11h37 - Atualizado às 11h47

None
300 (Foto: reprodução)

Zack Snyder, diretor de 300 (2006) e produtor e roteirista de 300: A Ascensão do Império (2014), revelou que havia uma proposta para uma terceira continuação da franquia. De acordo com ele, a trama seria centrada em um romance gay, mas os executivos da Warner Bros. engavetaram a proposta. 

"Eu tinha um acordo com a Warner Bros., e durante a pandemia do coronavírus escrevi o que seria, essencialmente, o capítulo final de 300,'" disse Zack Snyder em entrevista ao The Playlist. "Mas, quando sentei para escrever, acabei escrevendo um filme diferente", continuou. 

+++LEIA MAIS: Zack Snyder comenta sobre 'atraso' do Superman negro

"Eu estava escrevendo uma história sobre o Alexandre, O Grande, e acabou se transformando em um filme sobre o relacionamento dele com o Heféstio. Então, acabou virando uma história de amor", explicou o diretor sobre o que seria o terceiro filme de 300

Zack Snyderainda revelou que o projeto tinha o nome de Blood And Ashes [Sangue e Cinzas] e seria uma linda história de amor em meio à guerra. "Esse era o conceito e seria realmente ótimo. Eu adoraria filmá-lo, mas eles [Warner Bros.] disseram não. Você sabe, eles não são grandes fãs meus. E foi isso.", lamentou. 

+++LEIA MAIS: Zack Snyder conversou com Adam Driver sobre papel nos filmes da DC

Além de ter trabalhado com os dois primeiros filmes de 300, Zack Snyder é conhecido por ter dirigido os filmes da DC Comics O Homem de Aço (2013), Batman Vs Superman: A Origem da Justiça (2016) e Liga da Justiça de Zack Snyder (2021).

Em 2017, Zack Snyder acabou afastado de Liga da Justiça durante a finalização do filme devido à morte de sua filha. O diretor Joss Whedon concluiu o trabalho. 


+++ SUPLA: 'NA ARTE A GENTE TEM QUE SER ESPONTÂNEO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL


+++SAIBA MAIS: 7 curiosidades sobre Heath Ledger: nome, caracterização do Coringa, melhor amigo e mais [LISTA]

Apesar de ter vivido apenas 28 anos, Heathcliff Ledger (mais conhecido por Heath) marcou o cinema com papéis como Patrick Verona em 10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999) e Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Heath nasceu em Perth, Austrália, em 4 de abril de 1979. Neste domingo, completaria 42 anos. Confira sete curiosidades sobre o ator: da origem de nome a quem era o melhor amigo. 

+++LEIA MAIS: Além de Coringa: 4 papéis icônicos de Heath Ledger [LISTA]

Nome

O nome do ator, Heathcliff, foi inspirado em um personagem de O Morro dos Ventos Uivantes (1847), de Emily Brontë, livro preferido da mãe dele, Sally Ledger. Do mesmo romance, Sally tirou o nome de outra filha, Katherine. 


Primeiras experiências

Heath estudou na Guildford Grammar School, escola só para meninos, onde teve a primeira experiência como ator. Aos 10 anos, participou de uma montagem da peça Peter Pan.

+++LEIA MAIS: Warner queria a origem do Coringa de Heath Ledger em Batman: O Cavaleiro das Trevas; o que aconteceu?

Como ator profissional, um dos primeiros papéis da carreira foi em Home And Away (1988), espécie de novela teen a qual lançou várias estrelas australianas. Interpretou Scott por apenas 10 episódios e, apesar de ter feito muito sucesso, recusou propostas dos produtores para continuar.


Inspiração

Durante os anos de escola militar, Heath coreografou e dirigiu um grupo de 60 colegas para uma competição. Foi a primeira equipe masculina a disputar, e saíram vitoriosos. O ator comparou a apresentação ao estilo de Gene Kelly, de Cantando na Chuva (1952) e revelou como o dançarino era seu maior ídolo no cinema.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger apanhou de verdade em uma das cenas mais violentas de Batman: O Cavaleiro das Trevas


Xadrez

Heath era um adorador de xadrez e jogava desde pequeno. Aos 10 anos, ganhou o campeonato júnior da Austrália Ocidental. Quando adulto, continuou o hábito e jogava frequentemente no Washington Square Park em Nova York (EUA). 


Gambito da Rainha

A partir do amor pelo xadrez, em 2008, anunciou planos de iniciar filmagens da adaptação do livro O Gambito da Rainha (1983). Teria sido a estreia de Heath como diretor de cinema. 12 anos depois, o romance foi adaptado para uma produção da Netflix e foi a série mais assistida de 2020, segundo JustWatch.


Jake Gyllenhaal

Colegas de elenco em O Segredo de Brokeback Mountain (2005), Heath e Jake Gyllenhaal se tornaram grandes amigos. O ator é, inclusive, padrinho da única filha de Ledger, Matilda.


Coringa

O vilão de O Cavaleiro das Trevas (2008) foi o papel de maior reconhecimento de Heath. Com ele, ganhou o Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante em 2009. Nas filmagens, projetou sozinho a composição do personagem. Segundo Heath, se Coringa fosse real, faria a própria caracterização.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger recusou o papel de Batman antes de ser eternizado como Coringa de Nolan: 'Nunca vou participar de um filme de super-herói'