Coreia do Norte envia reclamação formal para ONU sobre novo filme de Seth Rogen

Governo havia prometido “retaliação impiedosa” caso The Interview fosse lançado

Redação Publicado em 11/07/2014, às 09h32 - Atualizado às 19h23

-
Reprodução

A Coreia do Norte fez uma reclamação formal à Organização das Nações Unidas (ONU) a respeito do filme The Interview, estrelado por James Franco e Seth Rogen. A comédia traz a dupla no papel de dois apresentadores de televisão em uma missão para assassinar o dirigente Kim Jong-un. O enredo foi considerado pelo país como "um ato de terrorismo".

10 estrelas da música que cantaram para ditadores.

“Permitir a produção e distribuição de um filme sobre um chefe de Estado soberano deve ser considerado como um incentivo ao terrorismo, bem como um ato de guerra”, afirma o texto assinado pelo embaixador da Coreia do Norte na ONU, Ja Song Nam. “As autoridades dos Estados Unidos deveriam tomar ações imediatas e apropriadas para banir a produção e distribuição do filme, caso contrário serão totalmente responsáveis por encorajar e patrocinar o terrorismo”.

Para Coreia do Norte, novo filme de Seth Rogen representa um "ato de terrorismo".

Em um comunicado divulgado em junho pela agência KCNA, o governo da Coreia do Norte prometeu uma “retaliação impiedosa” contra os Estados Unidos se o filme for lançado.

Seth Rogen, por sua vez, fez piada com o ocorrido. “As pessoas geralmente não querem me matar por conta dos meus filmes antes de gastar US$ 12 para assisti-los”, escreveu ele no Twitter.

Veja o trailer de The Interview: