Corey Haim morreu de causas naturais

Laudo divulgado nesta terça, 4, informou que a morte do ator foi causada pela junção de pneumonia, problemas cardíacos e respiratórios

Da redação Publicado em 05/05/2010, às 13h27

Drogas não causaram a morte do Corey Haim, segundo informou laudo divulgado nesta terça, 4. De acordo com a autópsia, o ator morreu em decorrência de complicações resultadas de uma pneumonia.

O canadense tinha problemas com abuso de álcool e drogas e já havia falado abertamente sobre o assunto. Muitos materiais publicados na mídia sugeriram que a morte de Haim tivesse sido causada por grandes doses de analgésicos, entre eles OxyContin. Contudo, a substância do medicamento não foi encontrada no organismo do ator. O laudo do IML local informou que a morte foi de causas naturais, devido a uma junção de pneumonia, problemas cardíacos e respiratórios.

O ator de 38 anos foi encontrado morto em seu apartamento, localizado em Oakwood, na Califórnia, no dia 10 de março. No começo de abril, o procurador-geral da Califórnia, Jerry Brown, durante entrevista coletiva, anunciou que Corey Haim obteve mais de 550 comprimidos vendidos com receitas de diferentes médicos semanas antes de sua morte, o que, na época, sustentou as suspeitas de uma possível overdose.

Corey Haim ficou famoso nos anos 80, por estrelar filmes como A Hora do Lobisomem (1985), Os Garotos Perdidos (1987) e Sem Licença para Dirigir (1988).