Corey Taylor ataca quem nega o Holocausto: "É um desrespeito à memória dos sobreviventes"

O vocalista do Slipknot usa o Twitter para se posicionar contra o racismo e defender os judeus que foram mortos durante a Segunda Guerra Mundial

Redação Publicado em 10/07/2019, às 11h33

None
Corey Taylor (Foto:Amy Harris/Invision/AP)

Corey Taylor, o vocalista do Slipknot, vem usando o Twitter para se posicionar contra ideologias racistas e defender os judeus que foram mortos durante a Segunda Guerra Mundial.

Na última segunda, 8, o cantor compartilhou o link para uma reportagem do USA Today sobre um educador da Flórida que se recusou a chamar o Holocausto de “evento histórico e factual."

Taylor respondeu, sem rodeios: “Eu vou dizer isso para os filhas da p***: SÓ PORQUE VOCÊ NÃO ACREDITA QUE ALGO É REAL, NÃO SIGNIFICA QUE NÃO É REAL. Negar coisas como o Holocausto, escravidão, etc, é uma farsa e um desrespeito à memória dos sobreviventes e das pessoas que lutaram por eles.”

+++ Há exatos 20 anos, o Slipknot estreava com disco agressivo, aterrorizante e Corey Taylor no vocal

O sexto disco do Slipknot, We Are Not Your Kind, será lançado no dia 9 de agosto. A banda retoma as atividades em meio à turbulência da saída de Chris Fehn e a entrada de um novo percussionista.

Embora ninguém saiba com certeza, há rumores que indicam que o posto foi ocupado por Zach Hill, que já tocou em bandas como Death Grips e Team Sleep, ou por Simon Crahan, o filho de Clown - embora ele tenha apenas 15 anos. 

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"