Corey Taylor conta que Slipknot foi discriminado no início da carreira: "Eles nos encaravam"

Em entrevista recente, o vocalista relembrou os primeiros dias da banda e compartilhou as coisas que o mantêm motivado

Redação Publicado em 27/11/2019, às 09h57

None
Corey Taylor (Foto:Amy Harris/Invision/AP)

Durante uma entrevista para a Rock Radio 1, da BBC Radio, Corey Taylor, vocalista do Slipknot, relembrou os primeiros dias da banda, especialmente quando eles abriram um show de jazz em Des Moines, Iowa.

+++LEIA MAIS: Empresário do Slipknot diz que Chris Fehn era apenas alguém contratado pela banda

"Estávamos tocando antes de uma banda, era como uma banda de jazz", contou Taylor. "Todos eles nos encaravam como se tivéssemos feito cocô nas mãos e atirado contra eles. Creio que ficaram atordoados com a nossa loucura."

Além disso, o cantor ressaltou que, no mesmo dia, as coisas estavam fadadas a dar errado: "Voltando para casa, as duas vans que haviam nos levado quebraram no meio do nada, no meio do inverno. Então, alguns de nós ficaram enquanto outros caminharam para chamar um caminhão de reboque."

E continuou: "Todos nós juntamos nossos equipamentos o mais próximo possível do sistema de ventilação - foi brutal. E depois tivemos que levantar cedo para trabalhar..."

+++LEIA MAIS: Integrante do Slipknot chama Chris Fehn de inútil

Posteriormente, Taylor falou sobre as pequenas coisas que o mantêm motivado nesta fase da carreira. "Estávamos em turnê com o Beartooth e eles me animaram muito. Para mim, a inspiração vem dos meus amigos, dos meus inimigos, de todo mundo; não há limite para isso."

"Ter isso depois de tantos anos é bom. Me faz sentir que eu estou no caminho certo", ele concluiu.