Corey Taylor diz quase ter deixado o Slipknot em entrevista reveladora: ‘O sucesso ainda é estranho’

O vocalista comentou que a banda "quis dar uma de Sex Pistols" e sumir após o lançamento do primeiro disco, em 1999

Redação Publicado em 12/02/2020, às 16h57

None
Corey Taylor, em ação com o Slipknot (Foto: Cristopher Rogel Blanquet / Agência El Universal / AP Images)

Corey Taylor, vocalista do Slipknot desde 1997, revelou em entrevista ao Kerrang! e transcrita pelo Blabbermouth, que quis deixar a banda em vários momentos ao longo dos anos. Antes do grupo, o músico já integrava a Stone Sour

"Definitivamente, tivemos momentos mais tensos do que bons nas últimas duas décadas. Somos todos frenéticos, viemos de diferentes contextos em termos musicais, ambientais e culturais. As vezes, é difícil", contou.

+++ LEIA MAIS: Corey Taylor revela ‘personalidade dada ao vício’ e luta contra alcoolismo há 10 anos

Ele continuou: "Notei, com o tempo, que nos permitimos reconhecer como somos realmente bons. Nos permitimos nos afastar do estoicismo que advém do Centro-Oeste dos Estados Unidos e nos abraçamos."

"Houve momentos em que cheguei tão perto de sair e fico feliz por não ter feito isso. A recompensa tem sido fantástica, especialmente agora que estamos neste ótimo lugar, fazendo shows em um nível ainda alto, e fazendo músicas que ainda são realmente boas e nos conectando a toda uma nova geração", completou. O Slipknot está em turnê com o disco We Are Not Your Kind, lançado em agosto de 2019.

+++ LEIA MAIS: Corey Taylor vs tudo e todos: 7 momentos polêmicos do vocalista do Slipknot

Além disso, Corey Taylor falou sobre o momento em que o Slipknot quase chegou ao fim em 1999, após o lançamento do primeiro disco, Mate. Feed. Kill. Repeat.: "Quando estouramos, tivemos conversas sérias sobre acabar - dar uma de Sex Pistols, lançando um álbum para as massas e dizer: 'f*dam-se, estamos fora'. Foram conversas reais! Senti que vacilamos com todo mundo ao fazermos 'Iowa' (segundo álbum, de 2001). Esse sucesso não era esperado de forma alguma. Ainda é algo estranho."


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS: