Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Saúde mental

Corey Taylor, do Slipknot, diz que 'as pessoas não entendem o vazio que vem com' transtorno bipolar

Ao falar publicamente sobre o distúrbio, Corey Taylor revelou como conseguiu melhorar relações com os familiares e amigos dele

Corey Taylor, do Slipknot (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)
Corey Taylor, do Slipknot (Foto: Frazer Harrison/Getty Images)

Conhecido por ser o vocalista e frontman do Slipknot, Corey Taylor é diagnosticado com transtorno bipolar - e comentou como "as pessoas não entendem o entorpecimento que vem com" o distúrbio. Por conta disso e de problemas físicos, ele chegou a cancelar turnê solo nos Estados Unidos.

Durante entrevista ao The Void With Christina, o artista falou sobre como a rotina com depressão maníaca e o estigma em torno de falar sobre isso. "É interessante. Sempre fui muito franco sobre tudo, [então] nunca percebi que isso era um estigma, para ser honesto," afirmou.

Era uma linha que você realmente não cruzava ou não admitia, especialmente alguém da minha profissão ou algo assim… as pessoas meio que usavam isso como uma palavra da moda. Eles nunca falaram sobre isso de forma eloquente ou muito aberta.

+++LEIA MAIS: Como James Hetfield, do Metallica, ajudou Corey Taylor, do Slipknot, a ficar sóbrio

"Então, quando comecei a me abrir sobre isso, a resposta foi extraordinária - as pessoas simplesmente disseram: 'Você me deu coragem para me abrir sobre isso sozinho e conversar realmente com as pessoas com quem eu me importo, sobre o que estava me afetando,'" continuou o cantor.

Em seguida, Corey Taylor explicou como esses diálogos melhoraram a relação familiar dele: "Isso, de uma forma estranha, ajudou-me na comunicação com meus entes queridos, porque eu senti que estava sendo muito aberto sobre isso na imprensa, mas não conseguia falar sobre isso com as pessoas que eram realmente afetadas."

+++LEIA MAIS: O disco do Slipknot que Corey Taylor tem dificuldade de ouvir

O cantor também falou sobre as partes mais difíceis de lidar com problemas de saúde mental. "Acho que a maior coisa que as pessoas não entendem é o vazio que vem com isso, especialmente quando o lado físico atinge você e se torna aquele trabalho árduo, aquele trabalho quase impossível de apenas estar vivo ou ser humano. É algo que você simplesmente não consegue descrever para as pessoas, a menos que elas tenham participado.

[Para] qualquer pessoa que nunca sentiu isso, é realmente difícil tentar fazer com que vejam, porque é tão difícil passar pela vida. É quase como substituir seu corpo pelo corpo de um manequim. Eu chamo isso de tentar correr debaixo d'água. Então eu acho que essa é a coisa mais importante e realmente mais difícil: fazer com que as pessoas entendam e tenham empatia.