Coronavírus pode ficar no ar por 14 minutos ao falar em voz alta, aponta MIT

Para os cientistas, é possível que a transmissão de Covid-19 se dê pela fala

Redação Publicado em 14/05/2020, às 10h16 - Atualizado às 12h50

None
Homem tossindo (Foto: Uol / Reprodução)

Um estudo recente realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) aponta que, quando falamos em voz alta, as partículas de saliva que soltamos se mantêm no ar por um intervalo de oito a 14 minutos - e isso pode influenciar na transmissão do novo coronavírus

+++ LEIA MAIS: Jornal Nacional tem falha ao falar de Bolsonaro, Bonner explica, mas web se assusta: ‘Mandou sabotar’

De acordo com o Uol, durante o experimento, voluntários repetiam frases enquanto os pesquisadores usavam feixes de luz para acompanhar a saliva no ar. Veja o estudo completo aqui.

+++LEIA MAIS: Surto do coronavírus está ‘no início’, diz Mandetta, ex-ministro da Saúde

Para os cientistas, é possível que a transmissão de Covid-19 se dê pela fala. Ainda, descobriram que um único minuto de fala em voz alta pode expelir até mil partículas que contêm o vírus. No entanto, não está claro se a pesquisa foi realizada em ambientes controlados, sem interferência de correntes de ar ou temperatura.

 


+++ O TERNO | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL