Corpo de David Bowie foi cremado em segredo em Nova York, segundo jornal

Era desejo do músico que não fosse realizado um funeral

redação Publicado em 14/01/2016, às 13h17 - Atualizado em 29/01/2016, às 22h54

Bowie surge com os cabelos loiros e cacheados sobrando na cabeça, em fotografia feita no dia 1º de janeiro de 1969, ano em que o artista lançaria seu primeiro disco a ter relativo sucesso: Space Oddity.
Rex Features/AP

O corpo de David Bowie foi cremado em segredo em Nova York, segundo o jornal britânico The Mirror.

De acordo com fontes da publicação nos Estados Unidos, o artista teria pedido para "ir sem causar comoção", sem funeral ou qualquer memorial público. Desta forma, os restos dele foram cremados sem a presença de qualquer parente ou amigos.

Bowie morreu no último domingo, 10, aos 69 anos, vitimado por um câncer (no fígado, segundo foi reportado posteriormente, mas não há uma confirmação oficial).

Nesta quinta, 14, a família dele divulgou um comunicado no qual afirmou que não está envolvida ou endossa qualquer uma das muitas homenagens a ele que têm sido realizadas ao redor do mundo. Eles disseram, contudo, que preparam uma cerimônia privada em memória dele e pediu que fosse respeitado o desejo de privacidade dos parentes.

“Estamos maravilhados e agradecidos pelo amor e apoio demonstrado em todo o mundo. Entretanto, é importante dizer que ainda que os shows e tributos planejados nas próximas semanas sejam bem vindos, nenhum deles é uma homenagem oficial, organizada e endossada pela família.”

O texto foi assinado pela viúva de Bowie, Iman, e pelos dois filhos dele, Duncan Jones (44 anos) e Alexandria (15) – além de amigos próximos.