Courtney Love confirma ter escrito o bilhete achado na carteira de Kurt Cobain: “Vocês não entendem sarcasmo?”

O biógrafo Charles R. Cross já havia desmentindo que o bilhete havia sido escrito por Cobain

Redação Publicado em 08/05/2014, às 17h42 - Atualizado às 18h22

Courtney Love
AP

O caso do suicídio de Kurt Cobain foi reaberto – e, em seguida, refechado – poucos dias antes do aniversário de 20 anos da morte do cantor, em abril. Entre os achados, um bilhete na carteira do ex-vocalista do Nirvana, com frases que se referiam à então esposa dele, Courtney Love, como “vadia espinhenta que suga todo o seu dinheiro para vadiar e se drogar”. Devido à grande repercussão, o biógrafo Charles R. Cross foi a público dizer que a própria Courtney havia escrito a nota. Agora, ao The Guardian, a vocalista do Hole confirmou: “Eu escrevi o bilhete ‘vadia espinhenta’ do Kurt Cobain”.

Os 20 anos da morte de Kurt Cobain.

Nas últimas semanas, Charles R. Cross (autor da biografia Mais Pesado que o Céu e do recente Kurt Cobain, a Construção do Mito), disse que entrou em contato com Courtney por e-mail, e que ela havia dito que escreveu o bilhete antes de se casar com Cobain, em 1991. Ele ainda completou, afirmando que os dois escreviam bilhetes sarcásticos frequentemente, e que a letra era realmente de Courtney Love. Nesta quinta, 8, ela disse ao The Guardian: “Obviamente, eu o escrevi – vocês não entendem sarcasmo?”. Por fim, ela acrescentou: “Isso me expõe e expõe Frances [Bean, filha dela com Cobain]”.

Recentemente, Courtney Love lançou uma música inédita, “You Know My Name” (ouça aqui), pouco tempo depois de sugerir uma possível volta do Hole com a formação clássica. Ela postou uma imagem ao lado do guitarrista Eric Erlandson no Facebook, marcando a baixista Melissa Auf Der Maur e escrevendo: “2014 será um ano muito interessante”. Dias depois, entretanto, ela despistou. “Nós podemos ter saído, mas não falamos nada de casamento”, disse Courtney.