Courtney Love cantará em ópera: “Queria algo desafiador”

Espetáculo tem dez datas marcadas em Nova York

Rolling Stone EUA Publicado em 03/10/2014, às 15h44 - Atualizado às 17h28

Courtney Love, do Hole, se apresenta no festival KROQ Weenie Roast, em 2010.
Katy Winn/AP

Em vez de terminar a biografia, Courtney Love descobriu um novo passatempo: cantar ópera. A vocalista do Hole foi selecionada para um dos papéis principais da ópera pop Kansas City, que fará dez apresentações em Nova York, entre os dias 8 a 17 de janeiro de 2015.

Nirvana: os bastidores e detalhes da reunião.

Courtney perece ter abraçado esse lado de cantora de ópera muito bem. “Amei o conceito e estou amando a música”, disse ela sobre o show. “Estou tocando constantemente e procurando por coisas que são diferentes. Acabei de terminar uma turnê de rock pela Austrália. Foi ótima, mas tenho feito isso por muito tempo. Queria fazer algo desafiador.”

Os 20 anos da morte de Kurt Cobain.

O compositor Todd Almond criou a música para a ópera e, em entrevista ao The New York Times, falou sobre a surpreendente escolha de Courtney para o papel. “Eu sempre fui fascinado por ela”, contou ele. “Eu amo a voz dela e acho que ela é uma grande atriz. Pensei que ela acharia o personagem interessante.” Almond também será o protagonista masculino da ópera, descrita como “um disco conceitual sobre um explosivo amor juvenil testado contra um destino cruel”.

Os Últimos Dias de Kurt Cobain.

Qualquer esperança de que vamos presenciar Courtney alcançando notas de rachar vidro, contudo, esteja avisado de que a peça de aproximadamente uma hora de duração se aproxima mais de um álbum conceitual executado ao vivo do que uma verdadeira ópera. “Quando eu digo ‘ópera’, não quero dizer no estilo de ópera”, disse Almond. “Quero dizer no sentido de que temos um grupo de músicas que contam uma história. Eu escrevo musicais, escrevo peças e escrevo o que eu chamo de opera;”

In Utero, último disco do Nirvana, nasceu no Brasil.