Criador de The Walking Dead processa empresa de games por US$ 700 mil

Companhia responsável pelo jogo Walking Dead: March to War parou os pagamentos de acordo

Redação Publicado em 23/04/2020, às 10h58

None
The Walking Dead (Foto: reprodução AMC)

A empresa de Robert Kirkman, autor das histórias em quadrinhos de The Walking Dead, entrou com processo contra uma desenvolvedora de games. De acordo com as informações do TMZ, a companhia responsável pelo jogo Walking Dead: March to War parou os pagamentos à RK LLC, dona dos direitos autorais.

Segundo Kirkman, que também é co-criador da série The Walking Dead, a empresa Disruptor deve mais de US$ 690 mil de um acordo feito em 2014. O jogo chegou ao público em agosto de 2017, e a Disruptor Beam Inc. pagaria US$ 500 mil pelos quatro anos seguintes.

+++ LEIA MAIS: Produtor de The Walking Dead colocou cabeças de zumbi na própria casa para se proteger do novo coronavírus

Em documentos obtidos pelo TMZ, o acordo foi honrado até o mês de abril, quando a empresa de games entrou em contato para avisar sobre a pausa temporária do pagamento das parcelas “até novo aviso”.

Com isso, o co-criador de The Walking Dead entrou com um processo judicial por US$ 190 mil restantes de 2020, além dos US$ 500 mil referentes aos pagamentos de 2021. Não há informações sobre o motivo na pausa deliberada das parcelas da Disruptor, mas a decisão pode estar relacionada com a pandemia de coronavírus, responsável pelo adiamento do último episódio da décima temporada de The Walking Dead, por exemplo.


+++ RUBEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO