Criadores de Sherlock já planejam a trama para duas novas temporadas

Terceiro ano da série criada por Steven Moffat e Mark Gatiss chega ao fim neste domingo, 12, no Reino Unido

Redação Publicado em 09/01/2014, às 13h14 - Atualizado às 13h21

Sherlock - série
Divulgação

A terceira temporada da série Sherlock ainda não chegou ao fim, mas os criadores estão reunindo ideias para os quarto e quinto anos. Quem revelou a intenção foi o cocriador Steven Moffat, em entrevista ao Digital Spy.

Transitando pela TV e em blockbusters, ator britânico Benedict Cumberbatch coleciona elogios.

“Eu e Mark [Gatiss, outro criador da série], sem o menor motivo, saímos e nos sentamos no topo do ônibus de produção de Sherlock, debaixo de chuva, e começamos a imaginar o que poderíamos fazer no futuro”, disse Moffat. “Nós criamos as temporadas quatro e cinco”.

O cocriador, contudo, não revelou quais são os planos para as novas aventuras do detetive vivido por Benedict Cumberbatch. “Aquelas ideias que tivemos naquele dia, são as melhores que tivemos até hoje”, disse ele.

Moffat também não quis aumentar a ansiedade dos fãs, que sequer chegaram ao fim da terceira temporada, encerrada no próximo domingo, 12, no Reino Unido. “Nós temos planos, mas eles não costumam ser ‘vamos destruir o mundo todo ou chamar a pessoa mais famosa do planeta para atuar’. Eles tendem a ser: ‘qual viradas excitantes nós podemos acrescentar à série?’”

Martin Freeman, o Watson de Sherlock, chegou ao estrelado aos 42 anos. Nesta entrevista, ele fala sobre atuar com chroma key, em O Hobbit, e o uso do humor dos irmãos Coen em Fargo, estreia dele na TV norte-americana.

A quarta temporada de Sherlock ainda não foi confirmada oficialmente pela BBC, mas o anúncio oficial deve chegar logo. Já as gravações dependerão das agendas de Cumberbatch e do parceiro no combate ao crime Martin Freeman, que vive o médico John Watson.

Os dez maiores vilões de Star Trek.