Criadores de John Wick fizeram cenas de ação extra-difíceis para Keanu Reeves de propósito

Ator precisou se esforçar ao máximo para conseguir seguir cronograma de luta

Redação Publicado em 06/09/2020, às 18h00

None
John Wick (foto: reprodução/ Lionsgate)

Quando Keanu Reeves saiu de Matrix para estrelar John Wick, havia o medo dos fãs acharem que a nova trilogia era só uma cópia do sci-fi da virada do milênio. Para dissipar essa impressão, então, os criadores dos filmes de ação pensaram numa estretégia peculiar: levar o ator ao extremo.

Pensando que, para Matrix, ele aprendeu diversas artes marciais, os produtores deJohn Wick tentaram levá-lo ao limite dos movimentos de luta. Como explica o Collider, Chad Stahelski e David Leitch, diretor e coreógrafo, respectivamente, trabalharam como dublês no sci-fi, e sabiam bem como expandir as habilidades.

+++LEIA MAIS: Quem venceria uma luta entre Neo e John Wick? Keanu Reeves dá resposta "good vibes", mas que faz sentido

Para John Wick, Keanu Reeves precisou aprender jiu-jitsu e “gun fu” - espécie de arte marcial criada para performances. É uma mistura de kung fu com armas de fogo, e movimentos criados para filmes de ação em Hong Kong.

O treinamento foi tão pesado que Reeves correu o risco de perder os movimentos das pernas quando os discos da coluna dele se comprimiram e alguns racharam. Ele precisou fazer uma cirurgia para recuperar plenamente os movimentos, explica Cheat Sheet.

No final das contas, porém, valeu a pena: o gun fu, pouco utilizado no cinema dos EUA, junto do jiu-jitsu - e a exclusão total de artes usadas em Matrix - deram a Reeves em John Wick  um movimento único.