De Zodíaco a 12 anos de Escravidão: 6 filmes inacreditáveis baseados em histórias reais [LISTA]

Os longas a seguir possuem histórias inimagináveis de serem vividas realmente - mas foram; confira a lista

Camilla Millan Publicado em 08/12/2019, às 16h00

None
À Procura da Felicidade e 12 Anos de Escravidão (Foto: reprodução)

Em 2019, o filme Sempre ao Seu Lado completou dez anos de lançamento. O longa conta a história de Hachi, um cachorro adotado por um professor universitário, e extremamente leal ao seu tutor, que acompanha-o diariamente até a estação de trem e espera a sua volta - até ela não mais acontecer. Dramática, a produção emocionou diversos espectadores, e o motivo de ser baseada em fatos reais pesa ainda mais na receptividade do público.

+++LEIA MAIS:Todos os filmes de Harry Potter, classificados do pior para o melhor [LISTA]

No entanto, são muitos os longas baseados em fatos reais, diversos com histórias ainda mais impressionantes que a de Sempre ao Seu Lado. Grandes produções, como o drama estrelado por Will Smith, À Procura da Felicidade (2006), assim como o filme policial Zodíaco, interpretado por Jake Gyllenhaal, Robert Downey Jr., Mark Ruffalo são inspirados em histórias reais.

+++LEIA MAIS: Astro de Vingadores, Mark Ruffalo critica Bolsonaro após acusações contra Leonardo DiCaprio

O fato de muitos desses longas terem narrativas extraordinárias podem fazer com que o público desconheça a veracidade dos acontecimentos. Sendo assim, a Rolling Stone Brasil separou seis filmes com histórias impressionantes baseados em fatos reais; confira:

À Procura da Felicidade 

O emocionante drama dirigido por Gabriele Muccino e protagonizado por Will Smith e seu filho Jaden Smith conta a história de Chris Gardner, um homem que se viu sem dinheiro e com um filho de cinco anos tendo que competir por vagas em abrigos e inclusive dormindo em um banheiro público. 

+++LEIA MAIS: Diretor de Independence Day 2 culpa Will Smith por fracasso do filme; entenda

Gardner dá a volta por cima, consegue um estágio não remunerado em uma corretora de ações após ser abandonado pela esposa, preso e ainda passar por uma prova extremamente difícil. 

Para conseguir vaga no abrigo e buscar seu filho na creche, o personagem precisa trabalhar durante um menor período de tempo que seus concorrentes. Para isso, ele desenvolve maneiras de fazer chamadas telefônicas mais eficientes, concluindo seu estágio, ganhando a cobiçada posição de tempo integral e, posteriormente (parte apresentada aos telespectadores no epílogo do longa) passou a formar sua própria corretora multimilionária.

+++LEIA MAIS: Will Smith e Tommy Lee Jones devem retornar para Homens de Preto 5, diz site

O dramático filme baseado em fatos reais foi lançado, no Brasil, em 2 de fevereiro de 2007. O longa foi indicado ao Oscar, além de Smith ter sido indicado ao prêmio na categoria de Melhor Ator. 


Zodíaco

Lançado em 2007 e dirigido por David Fincher, foi baseado no livro de Robert GraysmithZodíaco é um filme policial de suspense que fala sobre o assassino em série conhecido por Zodíaco que foi responsabilizado por diversos crimes em torno da Baía de São Francisco entre 1960 e 1970.

Para a realização do filme, o roteirista James Vanderbilt e o produtor Brad Fischer passaram por 18 meses de investigações sobre os assassinatos do Zodíaco. 

+++ LEIA MAIS: Robert Downey Jr. mudou o desfecho do Homem de Ferro em Vingadores: Ultimato; entenda

Contemplando diversos assassinatos e a ligação do assassino - ou de alguém que resolveu se passar por ele - com a polícia por meio de cartas e ligações telefônicas, o filme estrelado por Mark Ruffalo, Jake GyllenhaalRobert Downey Jr. apresenta como o caso, um dos mais famosos dos Estados Unidos, não foi solucionado.

Apesar do homem chamado Allen ter sido relacionado aos crimes devido a alguns indícios, a caligrafia e impressões digitais não apontaram relação entre o homem e os crimes. Antes de realizarem mais interrogatórios e testes, Allen morreu e o caso continuou em aberto.


O Exorcismo de Emily Rose

Lançado nos Estados Unidos em 2005, O Exorcismo de Emily Rose é um filme de terror, drama e suspense dirigido por Scott Derrickson. Apesar da história terrível, o longa é baseado em fatos reais, nos acontecimentos vividos por Anneliese Michel em 1976, na Alemanha.

Anneliese Michel, no filme Emily Rose, era de família católica e, conforme crescia, foi diagnosticada com epilepsia e depressão, além de graves distúrbios psiquiátricos. No entanto, Rose acreditava que havia sido possuída por diversos demônios devido às vozes que escutava e devido ao seu comportamento.

+++LEIA MAIS: Kill Bill, Rambo e Pulp Fiction: os 7 filmes mais sangrentos já produzidos [LISTA]

Com o tratamento psiquiátrico e os medicamentos ineficazes, Rose e seus pais deixaram de consultar profissionais da saúde e procuraram membros da igreja para realizarem exorcismos. Após 77 sessões de exorcismo e a recusa à alimentação, Rose morreu de desnutrição e desidratação.

No entanto, após a morte de Rose, as autoridades locais passaram a investigar o caso. Os padres que realizaram o exorcismo, assim como os pais de Rose foram condenados por homicídio negligente - aspecto mostrado no filme. 

O caso foi tão famoso que dividiu a opinião pública mundial, assim como levou a estudos teológicos e científicos, além da produção do próprio longa.


12 Anos de Escravidão

Lançado no Brasil em 2014, o filme é a terceira produção baseada na autobiografia de 1853 de Solomon Northup, um violinista negro - na época livre- nascido no Estado de Nova Iorque que foi sequestrado em Washington, D.C. em 1841, e vendido como escravo. 

Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é iludido por uma falsa oportunidade de emprego em Washington, DC, no entanto, ao chegar lá é embriagado e acorda em uma senzala de propriedade de James Burch. Neste momento ele está prestes a entrar para o mercado de escravos da época. 

+++LEIA MAIS:Racismo tirou a vontade de Idris Elba em ser James Bond nos cinemas: "Não preciso disso"

Northup passou por tortura, agressões, abusos e traições para ao final de 12 anos ser libertado e voltar para sua família. No entanto, como é apresentado nos créditos finais do longa, Northup e seu advogado não conseguem processar Brown, Hamilton e Burch - seus sequestradores e responsáveis por ter sido escravizado.  

O drama histórico emocionante contou com a ajuda de Henry Louis Gates Jr, estudioso de cultura e história afro-americana, assim como do pesquisador David Fiske. O longa foi indicado a 9 categorias do Oscae, em 2014, e levou os prêmios de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Lupita Nyong'o) e Melhor Roteiro Adaptado.


127 Horas

O drama biográfico 127 horas, produzido por Danny Boyle e lançado no Brasil em 2011 conta a história surpreendente de Aron Ralston. Ralston é um alpinista norte-americano que resolve fazer trilhas no Parque Nacional do Grand Canyon e acaba ficando preso no Blue John Canyon.

No longa, Ralston(James Franco) tenta atravessar uma passagem estreita enquanto descia o Blue John Canyon. No entanto, uma pedra solta faz o alpinista cair ao fundo do cânion e ter seu braço preso pela pedra. 

+++LEIA MAIS:Zeroville: filme perdido de James Franco ganha trailer e data de estreia

Ralston passa cinco dias agonizantes preso à parede do cânion enquanto grava tudo com sua câmera de vídeo. Ele tenta - sem sucesso - desgastar a pedra, tem que beber a própria urina e começa a ter devaneios sobre experiências passadas. 

Ele também tem a ideia de cortar seu braço para livrar-se da pedra. Depois de dias, consegue cortar o membro com uma faca e sair do local. Ele caminha vários quilômetros até achar uma família e conseguir ser resgatado de helicóptero.


Intocáveis

Lançado em agosto de 2012 no Brasil, Intocáveis é um drama, comédia e cinebiografia. O longa, baseado no livro autobiográfico de Philippe Pozzo di Borgo(interpretado por François Cluzet), um tetraplégico multimilionário que desenvolve uma amizade com um auxiliar de enfermagem senegalês. 

No filme, o senegalês é contratado mesmo sem qualificações para ser auxiliar de enfermagem. No entanto, os dois personagens se aproximam e desenvolvem uma grande amizade.

O longa foi mais visto na França em 2017, além de ser considerado o filme francês mais rentável da história. Além disso, US$ 650 mil - dinheiro arrecadado com a venda dos direitos autorais de adaptação às telonas - foi doado a uma associação de ajuda a deficientes físicos.


+++ SCALENE SOBRE RESPIRO: 'UM PASSO PARA TRÁS, RESPIRAR E VER AS COISAS DE UMA FORMA NOVA'