Curta brasileiro compete em mostra universitária de Cannes

Produção de aluno carioca foi escolhida entre 2.600 inscritos de todo o mundo

Redação Publicado em 13/04/2017, às 12h39 - Atualizado às 14h55

Cena do curta Vazio do Lado de Fora, que disputa a Seleção Cinéfondation do Festival de Cannes 2017.
Reprodução/Youtube

Vazio do Lado de Fora é o nome do curta-metragem brasileiro que competirá na mostra paralela de produções universitárias, a Seleção Cinéfondation, do 70º Festival de Cannes, na França. A lista de de participantes da premiação e os nomes dos curtas que concorrem à Palma de Ouro foi divulgada nesta quarta, 12.

O filme, do diretor Eduardo Brandão Pinto, é o único brasileiro a competir nesta edição do festival, que acontece entre os dias 17 e 28 de maio. A produção foi rodada no último ano pelo aluno da Universidade Federal Fluminense, e retrata a história da comunidade que resistiu à desapropriação de casas na antiga Vila Autódromo, localizada ao lado do Parque Olímpico, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Veja o teaser abaixo:

O trabalho é um dos 20 selecionados pela Cinéfondation, entre 2.600 inscritos de todo o mundo. Os escolhidos são curtas de 14 países diferentes, com representantes da América do Norte, América do Sul, Ásia e Europa.

Neste ano, o júri da Cinéfondation e da competição oficial de curtas será presidido por Cristian Mungiu, diretor do aclamado longa 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias (2007), vencedor da Palma de Ouro. Os três curtas premiados pela mostra serão exibidos no Buñuel Theatre, no Palais du Festival de Cannes, em 26 de maio.

Nesta quinta, 13, a organização do evento também divulgou a programação oficial da 70º edição do festival. A cerimônia, uma das principais do cinema internacional, tem 18 filmes na disputa pela Palma de Ouro.

Ao todo, serão exibidos 49 longas-metragens de 29 países no evento - número que contabiliza os trabalhos apresentados fora da competição, em sessões alternativas ou em mostras especiais, como a da Cinéfondation, a Un Certain Regard e a competição de curtas.

Dos 18 filmes que concorrem à Palma de Ouro, quatro são assinados por cineastas franceses, quatro por americanos, dois por coreanos, e o restante é de diretores húngaros, britânicos, austríacos, russos, ucranianos, gregos, alemães e japoneses.