Cyberpunk 2077: Loja dos EUA oferece reembolso por game ‘defeituoso’; entenda

Microsoft e Sony também já haviam mudado política de devolução por causa de problemas de qualidade com o jogo

Redação Publicado em 23/12/2020, às 17h15

None
Reprodução

Cyberpunk 2077, um jogo eletrônico de RPG de ação desenvolvido e publico pela CD Projekt, apresentou diversos problemas de qualidade desde o lançamento em 10 de dezembro de 2020. Tanto foi que pouco após o início das vendas, a Microsoft e a Sony mudaram as políticas de devolução para que os consumidores pudessem pegar um reembolso.

+++ LEIA MAIS: Cyberpunk 2077 é removido da loja da PlayStation após recorde de pedidos de reembolso

Agora, a GameStop, gigante varejista norte-americana do mercado de jogos, também parece ter mudado a política de devolução apenas para o Cyberpunk 2077. Segundo informações do ScreenRant, a Kotaku teve acesso a um documento da loja que instrui os funcionários a aceitarem devoluções do game, mesmo no caso da cópia física já ter sido aberta.

A única exigência é que a devolução seja feita dentro de 30 dias da compra do jogo. Além disso, segundo a Kotaku, o documento ainda pede que os funcionários rotulem o game devolvido como "defeituoso". A varejista, porém, não se pronunciou publicamente sobre o assunto.

+++LEIA MAIS: Cyberpunk 2077: 6 músicas para conhecer Refused, banda responsável pelas músicas cantadas por Keanu Reeves no game

A CD Projekt Red, estúdio responsável pelo desenvolvimento do game lançado no dia 10, emitiu um pedido de desculpas no dia 14 pelo estado de lançamento de Cyberpunk 2077. O jogo veio com uma qualidade gráfica abaixo do prometido para os consoles da geração atual (PS4 e Xbox One), além de problemas de desempenho e bugs em todas as plataformas.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes!

+++ CYNTHIA LUZ: 'A GENTE PRECISA OUVIR A VOZ DAS PESSOAS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL