Da guitarra aos negócios: Kiko Loureiro ensina artistas a alcançarem sonhos em novo livro [ENTREVISTA]

No livro 'Negócios para Criativos', Kiko Loureiro mostra tudo o que aprendeu sobre music business nos últimos anos tocando no exterior

Itaici Brunetti Publicado em 14/07/2021, às 16h03

None
Kiko Loureiro (Foto: Ifusha Kalina)

Enquanto bandas, fãs e tripulantes se divertiam no Megacruise, cruzeiro do Megadeth que ocorreu em outubro de 2019, Kiko Loureiro se trancava no quarto do navio para se dedicar à sua outra paixão além da guitarra: o music business [indústria da música]. O brasileiro escrevia mil palavras por dia para o seu novo livro, Negócios para Criativos, lançado em 10 de julho. 

"Eu estava lá no maior 'cruzeiraço' e ficava no quarto escrevendo", relembra Kiko Loureiro em entrevista à Rolling Stone Brasil, "Depois, todos os dias durante a turnê do Megadeth, que tinha uns 40 shows agendados, eu também ficava escrevendo; seja no hotel ou no camarim, porque temos bastante tempo ocioso. Então, veio a pandemia e me ajudou nesse sentido." completa o músico de 49 anos. 

+++LEIA MAIS: Kiko Loureiro revela gravações da audição para o Megadeth: ‘Várias notas erradas’ [VÍDEO]

Em Negócios Para Criativos [Editora Gente], o guitarrista diz que o objetivo é, através de suas experiências como músico, ajudar artistas a chegarem mais rápido nos seus sonhos e em suas vontades. "O livro puxa para o criativo de uma forma geral. Não vale só para músicos; vale para fotógrafos, ilustradores, pintores, poetas, videomakers, etc.", conta ele.  

Além de ser guitarrista de uma das grandes bandas do heavy e trash metal mundial, o Megadeth, e ter tocado na brasileira Angra por décadas, Kiko tem em seu currículo de music business cursos e palestras apresentadas em eventos corporativos e faculdades, inclusive, dadas nos Estados Unidos. 

"Fazer heavy metal no Brasil nunca foi fácil, e viajando para o exterior fui me deparando como funciona o music business. Entendi que é necessário para a carreira do artista e fui me interessando pelo assunto," diz o guitarrista que estuda sobre desde 2014. Ele prossegue: "Nos meus workshops os músicos nunca me perguntavam sobre como funciona a indústria da música. Ou seja, o cara gosta da coisa, mas não quer saber como funciona a profissão."

+++LEIA MAIS: Kiko Loureiro, St. Vincent e John Mayer estão entre os 20 melhores guitarristas da década, segundo revista especializada

Para Kiko Loureiro, entender, estar por dentro e saber como atuar na indústria da música é um dos pontos cruciais para qualquer artista obter sucesso, "mais até do que a técnica da arte em si", afirma ele.

"Os artistas sempre precisaram fazer coisas paralelas; desde quem cuidava das regravações dos Beatles, por exemplo, ou do merchandise das bandas, das biografias dos músicos. O próprio Dave Mustaine [líder do Megadeth] manja muito de music business; ele sabe tudo do assunto", finaliza Kiko Loureiro dando exemplos de que, para alcançar o sucesso, o artista precisar ir além de sua própria arte. 

Negócios Para Criativos [Ed. Gente] possui 224 páginas e custa R$49,90. 


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL