Daniel Craig pode ficar fora da sequência de Millennium por ter pedido aumento

Ator estaria querendo alteração no cachê depois do sucesso de 007 - Operação Skyfall

Redação Publicado em 01/02/2013, às 12h39 - Atualizado às 14h05

Daniel Craig - Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Reprodução

Daniel Craig pode não participar da sequência de Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres . De acordo com o The Hollywood Reporter, os estúdios Sony pretendem seguir com a ideia da trilogia baseada nos livros de Stieg Larsson, mas não antes de reduzir os custos da produção – e isso bate de frente com o fato de Craig ter pedido um aumento.

A Garota que Vende Livros: A história por trás da trilogia Millennium, de Stieg Larsson, tem detalhes e reviravoltas que parecem saídas da ficção

O astro da franquia 007 quer ganhar mais pelo filme, justamente devido ao sucesso de 007 - Operação Skyfall, que ultrapassou US$ 1 bilhão em faturamento. Por isso, segundo fontes vindas do estúdio, o ator pode ser cortado do elenco.

Algo que até seria possível porque o segundo livro da trama do sueco Stieg Larsson, aqui chamado de A Menina Que Brincava com Fogo, é mais focado em Lisbeth Salander, interpretada por Rooney Mara. A atriz já anunciou que quer continuar na franquia.

Dirigido por David Fincher, Os Homens que Não Amavam as Mulheres teve um custo de US$ 90 milhões e arrecadou US$ 233 milhões, em 2011, um valor que foi considerado bastante alto justamente pelas muitas cenas de violência. A ideia, contudo, é diminuir ainda mais esse gasto. No Oscar, o filme foi indicado a cinco categorias, mas acabou levando apenas o prêmio de Melhor Edição.