Danny Boyle diz que será “crucificado” caso Trainspotting 2 seja um filme ruim

Sequência, que contará com o elenco original, deve ser rodada em 2016

Redação Publicado em 19/10/2015, às 12h18 - Atualizado às 13h39

Ver Galeria
(4 imagens)

O cineasta britânico Danny Boyle admitiu que a produção de Trainspotting 2 é “preocupante”. Em entrevista à BBC, o diretor afirmou que será “crucificado” se o longa for ruim. Apesar dos desafios, Boyle contou que está animado com a possibilidade de filmar a sequência.

Top 10: uma viagem musical pela carreira do diretor Danny Boyle: Lou Reed, "Perfect Day".

Recentemente, ele anunciou que pretende começar a rodar a trama no próximo verão britânico, ou seja, em meados de 2016. O cineasta também confirmou que o elenco original do longa de 1996 estará na continuação.

Ao falar com a BBC na estreia do filme Steve Jobs, Boyle comentou sobre os planos futuros: “Vamos à Escócia em breve e depois faremos um workshop em Edimburgo para trabalhar no roteiro. As filmagens acontecem entre maio e junho do próximo ano”.

Galeria: a história musical de Steve Jobs, que terá a cinebiografia dirigida por Danny Boyle.

“É preocupante porque as pessoas vão me matar se eu fizer um trabalho ruim. Serei crucificado”, disse o diretor. “Mas você deve atravessar esse potencial perigo e se alimentar das adversidades, talvez assim faça um trabalho adequado, entende?”, completou Boyle, que em janeiro de 2016 estará nos cinemas do Brasil com Steve Jobs.

“Esperamos poder ter o longa finalizado em tempo de lançá-lo em 2016, quando se comemora o aniversário de 20 anos [do primeiro filme]”, finalizou. Trainspotting — Sem Limites (1996) é baseado em um livro do autor escocês Irvine Welsh. O escritor já criou uma continuação para a história, intitulada Porno. O roteiro do próximo longa, nas mãos de John Hodge, responsável também pelo roteiro do filme original, não deve ser majoritariamente baseado neste livro.