Danny Boyle fala sobre possível sequência de Trainspotting - Sem Limites

Diretor revelou que gostaria de adaptar o livro Pornô, que dá continuação à história, mas somente quando o elenco original estiver mais velho

Da redação Publicado em 06/12/2010, às 12h56

Trainspotting - Sem Limites deve ganhar continuação, mas só no futuro
Reprodução

Danny Boyle, o diretor do cult Trainspotting - Sem Limites (1996), revelou que poderá fazer uma sequência para o filme. A história de um grupo de dependentes de heroína é baseada em um livro homônimo, escrito pelo escocês Irvine Welsh, e conta com uma continuação intitulada Pornô, de 2002, que mostra os personagens dez anos depois. Em entrevista ao site Cinematical, Boyle manifestou seu desejo de adaptar essa segunda obra para o cinema, mas somente no futuro, quando os atores estiverem mais velhos.

"Vai acontecer [a continuação], eu acho. Vamos falar com o elenco de novo, mas vai depender de onde eles estiverem. Temos uma ideia bem forte de que seria uma ótima coisa para se retomar, realizar novamente, quando eles tiverem nitidamente envelhecido, como quem enfrenta uma espécie de crise de meia idade, basicamente. Mas não acho que eles já estejam nesse ponto", explicou.

Boyle declarou, também, que tanto ele, quanto Ewan McGregor, o protagonista de Trainspotting, concordam que o segundo livro não constitui um material tão forte quanto o primeiro - que ele considera uma obra-prima - para ser adaptado. "Mas temos trabalhado em cima dele e tem potencial, certamente. E quando o momento for certo, eu acho que vamos abordá-lo", afirmou.

Além de McGregor, o elenco de Trainspotting contava ainda com wan Bremner, Jonny Lee Miller, Robert Carlyle, Kevin McKidd e Kelly Macdonald.

"Isso é uma coisa de imaginação, olhar para esses caras, por quem você meio que se apaixonou e por quem uma geração inteira se apaixonou, de certa forma, e vê-los novamente, e eles envelheceram, assim como todos nós envelhecemos. E aí é disso que passa a se tratar [a sequência] e acho que seria muito legal", complementou Boyle.