Dave Grohl diz que ainda não foi convidado para participar do Glastonbury 2015

Organizadora afirmou que “adoraria ter o Foo Fighters de volta”, mas o frontman garante que "não recebeu nenhuma ligação"

Redação Publicado em 14/11/2014, às 10h23 - Atualizado às 11h13

Dave Grohl, do Foo Fighters, se apresenta no Bud Light Hotel, em Nova York, em fevereiro de 2014.
Greg Allen/AP

Dave Grohl, o frontman do Foo Fighters, afirmou que “ainda não recebeu nenhuma ligação” da organização do Glastonbury para participar do festival. A banda norte-americana é a mais cotada para ser a principal atração do evento britânico em 2015.

Foo Fighters: um guia faixa a faixa de Sonic Highways.

“Ela não ligou – não recebi nenhuma ligação ainda”, disse o vocalista e guitarrista, se referindo a Emily Eavis, organizadora do evento. A declaração é uma resposta ao que Emily disse em entrevista recente ao semanário britânico NME: “Adoraríamos ter o Foo Fighters de volta ao Glastonbury, e eles não tocam lá desde 1998, então já está mais do que na hora! Vamos ver...”

Galeria: os dez shows mais aguardados de 2015.

De acordo com o The Guardian, os rumores iniciais para o line-up do Glastonbury 2015 – que acontece entre 24 e 28 de junho e já tem ingressos esgotados – giravam em torno de Fleetwood Mac, Queen, Muse e uma possível reunião do Oasis.

Entretanto, todas as bandas parecem ter saído da mira da produção: o Fleetwood Mac afirmou que não tocaria no evento. E também não será o Queen, segundo o organizador Michael Eavis. Além disso, o Oasis dificilmente se reunirá, uma vez que Noel Gallagher lançará um novo disco em carreira solo.