Dave Grohl celebra Neil Peart, baterista do Rush: “Poder, precisão e composição incomparáveis”

“Todos aprendemos com ele”, diz o vocalista do Foo Fighters

Redação Publicado em 11/01/2020, às 13h00

None
Neil Peart (Foto: Fin Costello/Redferns/Getty Images)

Dave Grohl, o ajudante de Neil Peart que introduziu o Rush no Hall da Fama do Rock and Roll em 2013, escreveu uma homenagem ao baterista após as notícias da morte de Peart na sexta-feira, 10.

+++LEIA MAIS: Morre Neil Peart, gênio da bateria do Rush, aos 67 anos

“Hoje, o mundo perde um verdadeiro gigante da história do rock & roll”, escreveu Dave Grohl à Rolling Stone EUA em uma homenagem a Neil Peart. “Uma inspiração para milhões com um som inconfundível que levou gerações de músicos (como eu) a pegar duas baquetas e buscar um sonho. Um homem gentil, atencioso e brilhante que governava nossas rádios e toca-discos não apenas com sua bateria, mas também com suas belas palavras".

Grohl continuou, “Ainda lembro vividamente da primeira vez que ouvi 2112 quando era jovem. Foi a primeira vez que realmente ouvi um baterista. E desde aquele dia, música nunca foi a mesma. Seu poder, precisão e composição eram incomparáveis. Ele era chamado de ‘O Professor’ por uma razão: Todos aprendemos com ele”.

+++ LEIA MAIS: Novo disco do Foo Fighters está “estranho para c******,” diz Dave Grohl

Como Grohl contou à Rolling Stone EUA em 2013, depois da introdução do Rush ao Hall do Rock, foi o trabalho de Peart que o inspirou a pegar as baquetas, “Quando ouvi 2112, com oito anos de idade, mudou a direção da minha vida. Eu ouvi a bateria. Me fez querer ser um baterista”, disse Grohl.

O vocalista do Foo Fighters e ex-baterista do Nirvana também relembrou ter encontrado Peart pela primeira vez durante os ensaios para a cerimônia do Rock Hall. “Estava indo para o ensaio e encontrei Neil pela primeira vez, e esse homem era tão influente quanto qualquer religião, herói ou pessoa na vida de alguém. Ele disse: ‘Prazer em conhecê-lo. Posso fazer um café para você?' E ele me fez um café, cara”, disse Grohl em 2013.

+++ LEIA MAIS: “Smells Like Teen Spirit”, do Nirvana, ultrapassa 1 bilhão de visualizações no YouTube

O músico continuou: “Mais tarde naquela noite fui jantar e tomei alguns copos de vinho, e comecei a chorar porque meu herói me fez um café. Era inacreditável, cara. Então é assim que toda essa experiência tem sido".

Peart e Grohl chegaram no escalão superior da lista dos 100 Maiores Bateristas de Todos os Tempos da Rolling Stone EUA. Grohl, como muitos bateristas do rock, prestou homenagem a um dos melhores que já tocou o instrumento. “Obrigado, Neil, por tornar nossa vida um lugar melhor com sua música. Você será lembrado para sempre e nós sentiremos muito a sua falta. E minhas sinceras condolências à família Rush”, escreveu o músico. "Deus abençoe Neil Peart".

+++LEIA MAIS: Por que Dave Grohl não tem contas pessoais em redes sociais?

Colega de banda de Grohl, o baterista do Foo FightersTaylor Hawkins fez uma homenagem mais sucinta, mas igualmente comovente: “Neil Peart tinha as mãos de Deus. Fim da história”, disse o músico à Rolling Stone EUA.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'