Pulse

Dave Grohl conta como Nirvana implodiu e Kurt Cobain foi para reabilitação em 1992

O líder do Foo Fighters discorre sobre os tempos em que a banda estava no auge da fama, até entrar em declínio

Redação Publicado em 26/06/2019, às 11h18

None
Kurt Cobain (Foto: AP)

Em uma conversa com a revista Kerrang!, Dave Grohl relembrou o tempo em que o Nirvana implodiu, no início de 1992, com a intenação de Kurt Cobain em decorrência do uso constante de heroína.

O hoje líder do Foo Fighters revelou que muita coisa mudou entre os festivais Reading de 1991 e de 1992, quando eles se apresentaram como headliners e passaram a vender milhões e milhões de discos.

Ele revelou: “Nós fizemos uma pausa e, nesse tempo, Kurt teve uma filha, e também os seus altos e baixos. Foi um caos!"

+++ Dave Grohl tenta explicar o sucesso de Billie Eilish para Josh Homme: "Ela é como Morrissey"

Quando eles voltaram aos palcos, entraram para a história com um dos shows mais marcantes na carreira do Nirvana.

“Eu me lembro de ter aparecido no Reading, em 1992, e de ter escutado tantos boatos de que a gente não ia tocar”, explicou o baterista. “Dentro de mim, eu também estava questionando se poderíamos tocar, mas eu sabia que íamos tentar.”

Dave Grohl formou o Foo Fighters em 1994, no mesmo ano em que perdeu o seu ex-companheiro de banda, e acredita que não teria sobrevivido no mundo da música se tivesse mantido o seu comportamento anterior.

“Antes do Nirvana se tornar tão popular, eu parei de usar drogas”, ele revela. “Claro, eu tomo uma bebida de vez em quando, mas se você quiser enfrentar uma carreira, como eu fiz, não pode fazer qualquer merda sem sentido.”

“É desafiador e você tem que manter a cabeça no lugar, porque tem muita coisa acontecendo ao seu redor o tempo todo.”

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos