Dave Grohl escolhe riff dos Beatles que é mais 'pesado e sombrio' do que Black Sabbath e Motorhead

O vocalista do Foo Fighters falou sobre a relação dele com "I Want You (She’s so Heavy)" do quarteto de Liverpool

Redação Publicado em 11/11/2019, às 16h02

None
Dave Grohl (Foto: Greg Allen/AP)

Dave Grohl revelou em uma entrevista à rádio britânica BBC que embora ele goste de sons mais pesados como Black Sabbath e Motorhead, nada se compara a "I Want You (She’s so Heavy)", dos Beatles. A faixa integra o disco Abbey Road, lançado em 1969.

"É claro, eu amo canções pesadas. Eu amo o Black Sabbath e o Motorhead, mas acho que nada é tão "pesado", melodicamente sombrio e profundo como o riff dessa música [I Want You (She’s so Heavy)]. Quando eu era criança, havia algo sobre ela que realmente me assustou", contou durante o especial dos Beatles da BBC.

+++LEIA MAIS: Dave Grohl revela qual música do Foo Fighters é dedicada a George Harrison, dos Beatles

Ele continuou: "É uma linda canção que fala sobre amor, no entanto, o riff parece tão sombrio, cara... Aprendi a tocar quando era jovem e ainda hoje é uma das minhas favoritas quando me sento para tocar violão."

O líder do Foo Fighters já mostrou ter uma relação bem especial com os Beatles. Na mesma entrevista falou sobre "Hey Bulldog".

+++LEIA MAIS: Dave Grohl discute teoria sobre a morte de Paul McCartney

"É a primeira canção favorita dos Beatles escolhida pela minha filha. Quando Violet era mais nova, talvez com 6 ou 7 anos de idade, por algum motivo, ela se conectou com "Hey Bulldog" mais do que qualquer outra canção deles", explicou.

"Claro, eu já tinha escutado essa música antes, mas nunca a ouvi tão profundamente quando estava junto com ela. Comecei a perceber a guitarra de George, a linha do baixo, a bateria e assim, se tornou uma das minhas canções favoritas de todos os tempos dos Beatles, graças à minha filha Violet. Obrigado, filha", finalizou.

+++LEIA MAIS: Ao lado da filha, Dave Grohl leva o rock para programa infantil; assista

Ainda, Dave Grohl revelou que já compôs uma música para George Harrison, durante a entrevista à BBC. A canção integra o disco homônimo do Foo Fighters, lançado em 1995. A faixa intitulada "Oh, George" inicialmente não seria incluída neste trabalho do grupo, mas o músico fez questão que integrasse este primeiro álbum.