Dave Grohl explica carta a Ian Mackaye: “Queria que alguém lançasse a demo da minha banda”

Ex-Minor Threat e Fugazi também foi fundador do selo independente Dischord Records

Redação Publicado em 04/06/2015, às 14h00 - Atualizado às 14h13

Galeria - Oito bateristas que se tornaram guitarristas - Dave Grohl
Reprodução/Facebook

Na quinta-feira, 28 de maio, o Twitter do Foo Fighters divulgou a imagem de uma carta que o vocalista da banda, Dave Grohl, escreveu ao “herói” Ian Mackaye (Minor Threat, Fugazi), quando tinha 14 anos de idade.

Mais recente show do Foo Fighters em São Paulo teve tombo e pedido de casamento; lembre como foi.

“Boa barulheira, então estava pensando se você poderia me passar algum número ou alguma pessoa para eu entrar em contato”, escreveu o jovem Grohl na carta, provavelmente logo depois de ter voltado da aula, com o dia inteiro livre. “Seria de grande ajuda. Obrigado.”

Em vídeo divulgado pelo NME na última quarta, 3, o ex-baterista do Nirvana explicou a carta: ele queria que o selo independente Dischord Records, fundado por MacKaye, lançasse a fita demo da banda dele à época, a Mission Impossible.

Galeria: um guia faixa a faixa de Sonic Highways.

“Ele não tem a carta inteira. Não lembro o que o resto da carta dizia”, explica Grohl. “Eu queria muito estar na Dischord, porque eles eram o selo [mais legal]. Acho que era sobre isso [que se tratava o resto da carta].”

O vocalista do Foo Fighters ainda brincou: “Falei: ‘Olha só, minha letra continua a mesma!”, emendando uma risada. “Aquele era meu número de telefone de quando eu era criança. E eu escrevi: ‘Me ligue entre 3 e 10’, porque eu estava na porra da escola – sétima série, sei lá – e não queria que acordasse minha mãe.”

Acompanhante de luxo: as mais emblemáticas parcerias de Dave Grohl.

Grohl ainda explica o porquê de Mackaye ainda ter a carta guardada depois de tantos anos. “Ian é um colecionador meticuloso”, pontua. “Se você for à casa dele, ele tem tudo – todas as antigas fitinhas de quatro canais de, sei lá, Minor Threat e Bad Brains. Ele guarda tudo. Ele, com certeza, não guardou a carta porque achou que alguma coisa ia acontecer.”

Ao final, ele ainda provoca: “Se o Foo Fighters conseguir lançar um single pela Dischord, podemos terminar a banda!”