Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Luto

Dave Grohl fala sobre morte da mãe: 'Éramos melhores amigos'

Mãe de Dave Grohl, icônico vocalista e frontman dos Foo Figherts, morreu em julho de 2022; cantor a homenageou com a música 'The Teacher'

Dave Grohl e a mãe dele, Virginia (Foto: Reprodução/The Late Show with Stephen Colbert)
Dave Grohl e a mãe dele, Virginia (Foto: Reprodução/The Late Show with Stephen Colbert)

2022 foi um ano difícil para Dave Grohl. Cerca de três meses após a morte de Taylor Hawkins, baterista dos Foo Fighters, o cantor teve outra perda: a mãe dele, Virginia, morreu em julho. Agora, ele refletiu sobre a relação com ela e como "éramos melhores amigos."

Vale lembrar como Grohl homenageou a mãe na música de 10 minutos "The Teacher," presente em But Here We Are (2023), 11º de estúdio da banda estadunidense de rock. Durante participação no podcast Song Exploder, o artista deu grandes detalhes emocionais sobre a experiência de estar com a mãe no final da vida dela e as tentativas de usar a música como forma de expressar a própria dor.

+++LEIA MAIS: Como Dave Grohl lidou com o luto pela morte de Kurt Cobain

"Eu estive com ela o tempo todo que antecedeu o falecimento dela. Todos os dias nesse período eu escrevia alguma coisa no violão, porque sentia que se não tivesse aquele lançamento eu explodiria," afirmou o músico.

"Eu passava o dia no hospital e depois tentava traduzir musicalmente, sem nenhuma intenção clara do que estava tentando alcançar," continuou Dave Grohl. "Eu estava encontrando esses acordes e progressões que refletiam o que eu sentia."

+++LEIA MAIS: Por que Dave Grohl não conseguiu participar de álbum do Boygenius?

Em seguida, ele falou sobre "The Teacher": "Ela era a pessoa mais importante da minha vida, então pensei que essa deveria ser a música mais importante que já fiz. Eu era provavelmente o único dos meus amigos que gostava de sair com os pais…"

Éramos melhores amigos. Eu senti como precisava honrá-la, homenageá-la com esta música. Então foi aí que se transformou em algo diferente de uma canção. É a coisa mais importante que já escrevi porque a escrevi por um motivo gigantesco.