Pulse

Dave Grohl relembra como primeiro show em festival do Foo Fighters terminou em tragédia

Em entrevista, o músico contou alguns momentos marcantes de sua carreira com a banda de rock

Redação Publicado em 05/07/2019, às 11h16

None
Dave Grohl (Foto: Keunt Jegeisler)

Dave Grohl, vocalista do Foo Fighters, concedeu uma entrevista para a revista Kerrang e falou sobre os shows que marcaram sua trajetória como músico. Um dos episódios que ele recordou foi o primeiro show caótico do Foo Fighters no Reading Festival em 1995. 

+++ LEIA MAIS: Dave Grohl conta como Nirvana implodiu e Kurt Cobain foi para reabilitação em 1992

"Nossa, foi uma confusão! Nós fizemos um show no King College em Londres, depois voltamos para o Reading, que foi meio que o nosso primeiro show na Inglaterra. Eles nos fizeram ser headlinears no palco lateral, e eu me senti estranho em relação a isso. Eu senti algo como: "Ninguém ao menos nos viu!" Eu acho que o álbum [Foo Fighters, 1995] havia saído fazia um mês ou algo assim. Eu não me sentia merecedor de liderar aquele palco, porque éramos uma banda nova. Mas éramos uma banda e eu queria fazer isso direito", conta. 

+++ LEIA MAIS: Oasis, Nirvana e Foo Fighters agora são "rock de pai", diz jornal inglês

“Eu me lembro que Björk estava no palco principal, e uns 45 minutos antes de fazermos o show, você podia ver a tenda começando a encher, e era um dia quente. A tenda estava ficando cada vez mais lotada, e a multidão em volta da tenda estava ficando cada vez maior. Enquanto estávamos montando o equipamento, eu pensava: "Oh Deus, isso vai ser o caos". Eu só consegui pensar nisso. Mas em momentos assim, é fazer ou morrer, você tem que enfrentar."

"E aí mais pessoas começaram a invadir a tenda, e eu lembro de quando o promotor veio até mim e disse que não podíamos mais tocar no palco lateral. "Vocês vão ter que ir para o palco principal, depois da Björk", e eu disse: "Não vamos tocar no palco principal, de jeito nenhum, no primeiro show legítimo que temos no Reino Unido! Quer dizer, eu entendo, eu não quero que ninguém se machuque, mas isso é um pouco presunçoso, você não acha?!", questionei. 

"Quando nosso show começou e os seguranças começaram a passar mal, devido o calor, tivemos um problema. Havia pessoas subindo nos postes. Foi uma loucura. Depois de três ou quatro músicas, o promotor estava do lado do palco dizendo que nós tínhamos que parar. E aí eu virei para a platéia e disse: 'Me desculpe, mas esse cara aqui está nos dizendo que temos que parar'. Foi quando aquele rugido de 'nãoooo!' veio da multidão".

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"