Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Dave Holmes, ex-empresário do Coldplay, processa a banda

Separados há cerca de 12 meses, as motivações para a ação seriam questões contratuais

Redação Publicado em 17/08/2023, às 13h02

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Coldplay  (Foto: David Becker/Getty Images for iHeartMedia)
Coldplay (Foto: David Becker/Getty Images for iHeartMedia)

O Coldplay está enfrentando um processo legal movido pelo ex-empresário, Dave Holmes, de acordo com recentes documentos legais arquivados no Reino Unido, segundo informações da Variety. Segundo  um porta-voz da banda, Holmes e os quatro integrantes  encerraram sua colaboração de maneira discreta há cerca de 12 meses, após uma parceria de 22 anos que abrangeu praticamente toda a trajetória profissional do grupo. Agora, eles seguem sendo administrados pela equipe composta por PhilHarvey, Mandi Frost e Arlene Moon, profissionais que trabalharam em conjunto com a banda e o empresário por muitos anos. 

Recentemente,a banda renovou seu contrato com as gravadoras Parlophone no Reino Unido e Atlantic nos Estados Unidos, ambas afiliadas à Warner Music, assim como com a agência Wasserman, em 2021. A renovação ocorreu pouco antes do lançamento do mais recente álbum de estúdio do grupo, intitulado Music Of The Spheres(2021). A banda acumulou mais de 100 milhões de álbuns vendidos globalmente e conquistou sete cobiçados prêmios Grammy desde o lançamento de sua estreia em 2000, com Parachutes.

+++LEIA MAIS: Bruno Gadiol e o encontro aleatório com Chris Martin, do Coldplay

Os quatro membros da banda – o vocalista Chris Martin, o guitarrista Jonny Buckland, o baixista Guy Berryman e o baterista Will Champion – cruzaram seus caminhos enquanto eram estudantes na University College de Londres, oficialmente formando a banda em 1997. Em uma entrevista à Variety em 2018, para falar do lançamento do documentário Headful of Dreams (2018) do Coldplay, Holmes recordou como, em 2000, deu a sua mãe uma cópia de Parachutes, afirmando que tinha acabado de começar a trabalhar com a banda e prevendo que eles alcançariam a grandeza comparável ao U2. Sua premonição se concretizou ao longo dos anos.

A trajetória do Coldplay começou em 1999, quando assinaram com a Parlophone UK, à época sob o guarda-chuva da EMI (sendo a Capitol Records a casa da banda nos Estados Unidos). Em 2012, a Universal Music Group adquiriu a EMI e, como parte das condições impostas pela Comissão Europeia, a Parlophone foi vendida. A Warner Music Group adquiriu o selo e, nesse processo, o Coldplay passou a integrar a lista da Atlantic Records, marcando o início dessa colaboração com o álbum Ghost Stories, lançado em 2014.

+++LEIA MAIS: Coldplay convida Lula a discursar em show na França

Embora um representante tenha optado por não oferecer mais comentários, fontes indicam que o processo judicial gira em torno de questões contratuais. Detalhes adicionais não estavam imediatamente disponíveis, uma vez que os documentos legais ainda não haviam sido tornados públicos até o momento da redação deste artigo.