Dave Mustaine retira baixos de David Ellefson de novo álbum do Megadeth após escandalo sexual

David Ellefson teve vídeos íntimos vazados na internet de uma conversa com uma fã de 19 anos. Baixista foi demitido do Megadeth

Itaici Brunetti Publicado em 21/06/2021, às 10h33

None
Megadeth (Foto: Divulgação)

Dave Mustaine, líder do Megadeth, disse que irá retirar todas as linhas de baixo já gravadas por David Ellefson do próximo álbum da banda. O fato ocorreu após o baixista se envolver em um escândalo sexual e ser demitido do grupo. 

Durante o programa de rádio The Dave Mustaine Show, Dave Mustaine disse: "O álbum está sendo concluído e teremos alguém chegando em algumas semanas para substituir as faixas de baixo que tínhamos. O que deve ser relativamente rápido, porque a pessoa com quem estamos falando é um baixista estelar."

+++LEIA MAIS: Baixista David Ellefson é desligado do Megadeth após escândalo sexual

O guitarrista e vocalista do Megadeth continuou, mas sem mencionar quem será o baixista que irá regravar as faixas: "Espero que isso continue após a gravação. Ou encontraremos alguém antes da gravação que será o 'nosso cara' permanente daqui para frente."

"Então, basicamente a banda espera que quem quer que seja escolhido para regravar as faixas de baixo do novo álbum se torne o novo baixista do Megadeth", concluiu Dave Mustaine.  

O caso de David Ellefson

Aos 56 anos, casado há 27, pai de dois filhos e convertido a pastor evangélico, David Ellefson teve vídeos íntimos vazados na internet de uma conversa com uma fã de 19 anos em que o músico aparece se masturbando e fazendo gestos obscenos. O perfil no Twitter que divulgou as imagens alega que as conversas aconteciam desde que a garota tinha 17 anos. 

No entanto, em resposta às acusações de ter assediado uma menor de idade, a moça usou as próprias redes sociais para explicar a situação. Ela admitiu que foi ela mesma que enviou os vídeos de Ellefson para um amigo, que compartilhou com outras pessoas. 

"Foi tudo consensual. Não sou uma vítima e não fui coagida de modo algum, já que fui eu que iniciei as conversas", afirmou a moça na postagem. 

+++LEIA MAIS: Ex-Megadeth, David Ellefson detalha caso de vingança por pornografia em relatório policial

Pelo Instagram, David Ellefson comentou sobre o ocorrido: "Por mais que seja algo do qual não me orgulhe, essas foram interações adultas e privadas que foram tiradas de contexto e manipuladas para infligir o máximo dano à minha reputação, minha carreira e minha família. A outra pessoa envolvida já se pronunciou. Eu a agradeço por fazer isso e espero que isso esclareça que a situação não foi nada do que foi apresentado."

Junto de Dave MustaineDavid Ellefson foi membro fundador do Megadeth. Em 2002, saiu da banda e retornou em 2010.  

As informações são do Consequence of Sound.


+++ URIAS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL