David Bowie, Sex Pistols e Kate Bush se recusaram a participar da cerimônia de encerramento das Olimpíadas

Spice Girls e The Who também estavam relutantes em participar do evento, mas acabaram aceitando o convite

Redação Publicado em 14/08/2012, às 12h57 - Atualizado às 18h06

David Bowie

David Bowie está há muito tempo longe dos palcos, e sua aparição é cada vez mais rara. Se ele realmente está aposentado, não haveria melhor jeito de se despedir dos fãs.
AP

Segundo o jornal britânico The Guardian, os organizadores da cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londres, estimada em 15 milhões de libras, tinham a esperança de convencer David Bowie, Sex Pistols e Kate Bush a participar do evento, que aconteceu no último domingo, 12, no Estádio Olímpico de Londres.

Saiba como foi a cerimônia de enceramento dos Jogos Olímpicos 2012.

David Bowie, 65 anos, seria a maior surpresa do show, caso tivesse aceitado a proposta de apresentar o clássico “Heroes”. O músico, que mora atualmente em Nova York, não faz uma turnê desde 2006, e quase não aparece em público. Kate Bush é outra artista que não tem mais apreço pelos holofotes, e que preferiu não participar da cerimônia, assistida por mais de 23 milhões de pessoas. Mas a cantora elogiou a produção em seu site oficial, escrevendo que foi um “show brilhante”.

Algumas das Spice Girls também não estavam muito animadas com a participação (é dito que Victoria Beckham era veementemente contra a reniuão), mas o empresário Simon Fuller conseguiu convencê-las. Já o The Who, que encerrou a cerimônia tocando as músicas “Baba O'Rilley” e “My Generation”, recusou o convite duas vezes, mas decidiu abraçar a oportunidade tendo em vista promover a turnê norte-americana que fará em novembro.

Olimpíadas: shows que poderiam ter acontecido na abertura.

Os Rolling Stones, que celebram neste ano cinco décadas de existência, eram outra atração muito esperada, mas já tinham divulgado que não participariam. “Não tocamos há muito tempo e não estávamos realmente preparados para o palco, e é um show muito grande e muito arriscado. Acho que a banda não se sentiu pronta para isso a essa altura.”, disse Mick Jagger em entrevista à ITN. Saiba mais aqui.