David Bowie sofreu seis ataques cardíacos nos últimos anos, diz biógrafa

Segundo diretor do musical Lazarus, cantor tinha câncer no fígado e “se manteve trabalhando como um leão em meio a tudo isso”

Redação Publicado em 12/01/2016, às 11h24 - Atualizado às 11h40

Imagem registrada na última sessão de fotos da vida de David Bowie

Ver Galeria
(6 imagens)

David Bowie, um dos maiores artistas de todos os tempos, morreu no último domingo, 10, aos 69 anos, após batalhar por um ano e meio contra um câncer. Nesta terça, 12, novas reportagens sugerem que o cantor britânico sofreu seis ataques cardíacos nos anos anteriores à sua morte e que o câncer que ele teve estava localizado no fígado.

Relembre a carreira de David Bowie em fotos marcantes.

A informação foi divulgada pela autora Wendy Leigh, que assina a biografia Bowie (2014), em entrevista ao programa inglês BBC News. “Ele não apenas batalhou contra o câncer”, disse ela. “Ele teve seis ataques cardíacos nos últimos anos. Fiquei sabendo disso por alguém muito próximo a ele.”

Falando ao The Independent, o diretor Ivo van Hove – que trabalhou com Bowie no musical Lazarus – disse que já sabia da doença do cantor há cerca de um ano. “Começamos a colaborar no show Lazarus e, em certo ponto, ele me levou a um canto para dizer que ele não poderia estar ali devido à doença. Disse-me que tinha câncer, câncer de fígado”, afirmou van Hove.

Eterna mutação: uma discografia selecionada com o que David Bowie fez de melhor.

“O elenco não sabia na época, e eu suspeito que os músicos que gravaram Blackstar com ele também não sabiam”, acrescentou o diretor ao Independent. “Ele fez todo esforço para completar esses dois projetos em tempo, não deixar a doença lhe vencer.”

Ivo van Hove ainda comentou que Bowie devia “continuar compondo até no leito de morte”. “Ele batalhou como um leão e se manteve trabalhando como um leão em meio a tudo isso”, disse o diretor. “Tenho um respeito incrível por isso.”