David Byrne pede desculpa por ter usado blackface em vídeo de 1984

O músico usou as redes sociais para admitir o erro

Redação Publicado em 01/09/2020, às 18h21

None
David Byrne (Foto: Jody Rogac)

O músico David Byrne, fundador da banda norte-americana Talking Heads, usou as redes sociais para se desculpar por usar blackface em vídeo de 1984. A prática racista consiste em brancos se pintando de negros, na maioria das vezes para propagar estereótipos. As informações são do site Consequence of Sound.

+++LEIA MAIS: Os estereótipos nos filmes de Hollywood e por que eles distorcem a visão real do mundo [ANÁLISE]

Nesta terça, Byrne fez algumas publicações no Twitter expressando remorso por ter pintado o rosto de preto em um vídeo promocional de 1984 para o filme-concerto do Talking Heads Stop Making Sense. No clipe em questão, o músico retrata vários personagens que entrevistam Byrne - e alguns deles são  negros e pardos. 

“Ao me observar nos vários personagens, incluindo rosto preto e marrom, reconheço que foi um grande erro de julgamento que mostrou uma falta de compreensão real. É como se olhar no espelho e ver outra pessoa - você não é, ou não era, a pessoa que pensava que era”, disse o músico.

+++LEIA MAIS: As 11 melhores músicas de David Byrne, com e sem o Talking Heads [LISTA]

"Temos pontos cegos enormes sobre nós mesmos - bem, eu certamente tenho. Gostaria de pensar que estou além de cometer erros como este, mas não estava na época. Como eu disse no final de nosso show da Broadway, American Utopia, ‘Eu também preciso mudar’... E acredito que mudei desde então", concluiu.

Assista ao vídeo: 


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO