David Crosby lança primeiro disco solo em 20 anos; ouça Croz

Músico não lançava trabalho solo desde Thousand Roads (1993)

Rolling Stone EUA Publicado em 21/01/2014, às 14h00 - Atualizado às 14h15

David Crosby
Todd Williamson / AP

Demorou 20 anos para que David Crosby gravasse uma continuação para seu disco solo Thousand Roads (1993), mas ele quer que seus fãs saibam que o tempo valeu a pena. “Eu gastei muito tempo trabalhando com o Crosby, Still & Nash nessas duas últimas décadas”, fala ele sobre Croz, que será oficialmente lançado no dia 28 de janeiro, mas já está disponível para audição (abaixo). “Mas eu queria desafiar a mim mesmo e trabalhar fora do grupo. Também queria fazer coisas diferentes do que eles fazem e, há alguns anos, comecei a escrever muito. Estou feliz que tenha feito isso.”

Em 2012, Crosby, Stills & Nash estrearam em palcos brasileiros; veja como foi.

Croz demorou dois anos para ser feito. Sobre as músicas, ele diz em entrevista à Rolling Stone EUA: “Se há um tema em comum, é que são sobre os seres humanos. Quando você terminar o álbum, verá que na verdade fez uma viagem emocional.”

Mark Knopfler participa da faixa “What’s Broken”. “Foi uma demonstração de generosidade da parte dele”, afirma Crosby. “O empresário dele disse que normalmente ele não grava com outras pessoas, mas que talvez iria se o convidasse. Mandei a música e o chamei.”

“If She Called” foi inspirada por um grupo de prostitutas que Crosby viu de seu quarto de hotel na Bélgica. “Estava muito frio, elas tinham umas pernas bem magras e estavam tentando seduzir uns bêbados”, ele lembra. “Era tão nojento e triste. Eu imaginei como elas escondiam o coração, a alma, enquanto faziam aquilo. Foi fascinante para mim.”

Crosby aproveitou para também iniciar uma rara turnê solo. Os shows vão incluir a reprodução na íntegra das faixas de Croz, além de outras canções de sua carreira. A turnê terá início em fevereiro e, em março, ele faz nova turnê com os companheiros Stephen Stills e Graham Nash.