David Ellefson, ex-Megadeth, quer processar responsável por divulgar escândalo sexual

Banda anunciou saída do baixista após suspeitas do baixista ter assediado uma fã menor de idade

Redação Publicado em 27/05/2021, às 12h26

None
David Ellefson no Megadetn (Foto: Getty Images)

David Ellefson, ex-baixista do Megadeth, quer processar responsável por divulgar escândalo sexual. A informação é do UCR.

Na última segunda, 24, o músico foi desligado do grupo após se envolver em um escândalo sexual, no qual levantou suspeitas de ter assediado uma fã menor de idade. Por meio de uma declaração oficial, o baixista falou sobre a polêmica.

+++LEIA MAIS: Dave Mustaine promete que novo disco do Megadeth estará no ‘Top 5’ da banda

"Recentemente, um vídeo muito privado foi postado ilegalmente na internet e falsas alegações foram feitas contra mim," afirmou. "As ações no vídeo foram consentidas entre dois adultos e foram gravadas sem o meu conhecimento. Trabalho com o Departamento de Polícia de Scottsdale na investigação das acusações de pornografia de vingança contra a pessoa responsável por postar. Além disso, meus advogados preparam uma ação por difamação contra esse indivíduo. Será processada em toda a extensão da lei."

No anúncio do desligamento de Ellefson, a banda disse: "Informamos aos nossos fãs que David Ellefson não irá mais tocar no Megadeth e estamos oficialmente seguindo caminhos diferentes. Apesar de não sabermos todos os detalhes do ocorrido, com o relacionamento já distante, o acontecimento de agora é o suficiente para impossibilitar nosso trabalho."

+++LEIA MAIS: Por que Dave Mustaine do Megadeth foi expulso do Metallica?


+++ MV BILL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL