De David Bowie a Ariana Grande: Relembre 8 discos que fizeram sucesso em 2016 [LISTA]

Há 5 anos, diversos lançamentos triunfaram no mundo da música

Mariana Pastorello | @mari.pastorello (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 14/02/2021, às 16h00

None
Montagem de Ariana Grande (Foto: Chris Pizzello / Invision / AP) e David Bowie (foto: Joe Schaber, AP)

O ano de 2016 foi marcado por muitos lançamentos de sucesso. Há cinco anos, diversos artistas abalaram o mundo da música com vários hits, desde discos de estreia até grand finales. Um exemplo é o álbum “Black Star”, do icônico e atemporal David Bowie., que morreu apenas dois dias depois da estreia do trabalho.

Também neste ano, grandes nomes puderam mostrar mais do seu potencial, dando continuidade a carreiras sólidas e promissoras. Lady GagaBeyoncé fazem parte da lista de artistas que confirmaram o talento por meio de discos potentes e ecléticos, afirmando-se ainda mais como grandes nomes da música. 

+++LEIA MAIS: Lady Gaga planeja show beneficente com Paul McCartney, Billie Eilish e Stevie Wonder; conheça

Lemonade - Beyoncé

Com o 6º disco de estúdio, Beyoncé conseguiu - mais uma vez - mostrar que não brinca em serviço. Com 13 faixas cheias de referências, a cantora explora as sonoridades do hip hop, blues, pop, rock, e R&B, além de contar com grandes parcerias, como o ex-White Stripes, Jack White; The Weekend; James Blake e o rapperKendrick Lamar.

Além do disco elogiado pela crítica, o lançamento contou com um filme de 65 minutos exibido na HBO e foi indicado a diversas premiações, como Grammy, American Music Awards e Billboard Top 200.


BlackStar - David Bowie

Lançado no aniversário de 69 anos de David Bowie, o 25º disco de estúdio do cantor britânico, é o último ato antes de morte dele, ocorrida em 10 de janeiro de 2016, dois dias após a estreia. O álbum foi elogiado e teve um grande sucesso comercial, permanecendo três semanas no topo das paradas britânicas.

BlackStar tem 7 longas faixas, nenhuma abaixo dos 4:40 minutos. O trabalho conseguiu transmitir o estilo do cantor, porém com mais jazz e menos rock - uma grande despedida do artista.  

+++ Leia Mais: Beyoncé lança clipe de 'Spirit' com cenas de O Rei Leão e a filha Blue Ivy; assista


Blonde - Frank Ocean 

O segundo disco do cantor foi muito esperado e movimentou o cenário musical, já que Channel ORANGE , primeiro disco de Frank Ocean, surpreendeu a crítica positivamente.

Em Blonde , o cantor deu continuidade ao neo soul influenciado por hip-hop e R&B, responsável por lançar o artista nas paradas e o tornar ainda mais relevante no cenário musical. O disco contém 17 faixas que expressam sentimentos de superação e frustração, algo também observado na capa do álbum, na qual ele está debaixo de um chuveiro com a mão no rosto). 


Remonta - Liniker e os Caramelows 

O grupo paulista formado por Rafael Barone (baixo), William Zaharanszki (guitarra), Pericles Zuanon (bateria), Márcio Bortoloti (trompete), Renata Éssis (backing vocal) e Liniker Barros como vocalista estreou com o disco Remonta em 16 de setembro de 2016.

Contendo  13 faixas - incluindo “Caeu”, “Louise du Brésil” e “Zero”, lançadas em 2015 -  além de participações de Tulipa Ruiz, Xênia França e Tássia Reis, o disco levou ao público um estilo original que mistura R&B com brasilidades. 

+++ Leia Mais: Tulipa Ruiz soube escolher o momento certo para começar a cantar. Hoje, ela é a maior promessa da música popular brasileira


Joanne - Lady Gaga 

Lady Gaga se apresentou como uma artista flexível e potente ao lançar o quinto disco, Joanne com fortes referências de country, rock, folk e pop. As faixas “Perfect Illusion” e “Milions Reasons”, lançadas como single, foram destaque na Billboard Hot 100. 

Em entrevista à People, a cantora explicou que o trabalho aborda as raízes e histórias referentes à família e trajetória pessoal: “Joanne é uma progressão para mim. Era sobre ir ao estúdio de esquecer que eu era famosa”. 


Dangerous Woman - Ariana Grande 

Cada vez mais, a cantora se consolida como referência pop, e o terceiro álbum, deixou evidente a potência do talento de Ariana Grande. O disco, junto ao single de mesmo nome, foi eleito um dos melhores lançamentos de 2016 pela Billboard e MTV do Reino Unido, além de ter duas indicações ao Grammy Awards. 

+++LEIA MAIS: Quem odeia quem no One Direction: tretas, indiretas e sumiço


Mind of Mine - Zayn Malik

Ex-One Direction, Zayn Malik saiu da boyband em 2015 e um ano depois já tinha o disco solo Mind Of Mine, lançado pela RCA Records e contendo 14 faixas no estilo R&B alternativo misturado com pop. O single “Pillowtalk” estreou dois meses antes e foi responsável por deixar o músico no topo das paradas britânicas. 


The Divine Feminine - Mac Miller 

Continuando o sucesso após GO:OD AM, Mac Miller lançou o 4º álbum em 2016. Ao longo das 10 faixas, o trabalho tem grandes participações, como Anderson.Paak, Kendrick Lamar, Ty Dolla Sign e Ariana Grande. O disco teve os singles “Dang!”, “We” e “My Favorite Part" e alcançou o segundo lugar na Billboard 200 dos Estados Unidos, recebendo críticas muito positivas. 

+++ Leia Mais: Lana Del Rey e Mac Miller ajudam a financiar filme de Daniel Johnston


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL