De ex-One Direction ao Grammy 2021: Relembre a carreira de Harry Styles, primeira vez indicado à premiação

O cantor britânico concorre a três categorias na premiação

Mariana Pastorello | @mari.pastorello (sob supervisão de Isabela Guiduci) Publicado em 14/03/2021, às 12h30

None
Harry Styles durante show (Foto: Helene Marie Pambrun / Getty Images)

Após o sucesso com o One Direction, turnês internacionais, fama meteórica e uma carreira artística sólida, Harry Styles tornou-se referência musical do gênero pop e ícone fashion de marcas de alta costura.

Desde o hiato da boy band em 2016, o músico busca a reinvenção enquanto artista solo, e o resultado são as três indicações ao Grammy 2021 em Melhor Clipe com "Adore You", Melhor Performance de Pop Solo com "Watermelon Sugar" e Melhor Álbum de Pop Vocal, com Fine Line.

+++LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 curiosidades sobre o disco indicado de Harry Styles, Fine Line

Para comemorar a primeira indicação do cantor à premiação, relembramos os principais momentos da trajetória de Harry Styles:

One Direction e início da carreira

Harry Styles começou a carreira pré-adolescente. Aos 11 anos, formou a banda White Eskimo ao lado de amigos. Logo aos 16, em 2010, participou do programa britânico The X-Factor e iniciou a carreira com Louis Tomlinson, Zayn Malik, Niall Horan e Liam Payne na famosa boy band, One Direction

Hit de 2011, “What Makes You Beautiful”, colocou o grupo sob os holofotes mundiais. De cara, os integrantes conquistaram o público teen e criaram uma base sólida de fãs, essencial para potencializar a carreira. 

Ao longo dos anos com a banda, não somente a potência vocal de Styles se destacou, mas a maneira como se vestia - calça skinny, botas e camisa semi-aberta. Na época, em meados de 2014, o estilo virou febre fashion. 

+++ LEIA MAIS: Do One Direction a cogumelos: o crescimento de Harry Styles como um astro do rock

Em 2015, Zayn Malik optou por deixar o grupo. No ano seguinte, os outros quatro integrantes decidiram suspender as atividades enquanto banda, e o One Direction entrou em hiato. Desde então, todos apostam na carreira solo.

Reinvenção e cinema

Com o fim da banda, Harry Styles decidiu explorar um estilo mais maduro, que refletisse a nova fase da carreira - e, a decisão, consequentemente, o distanciou da imagem como integrante de uma boy band teen.

Entre uma das mudanças do visual, o artista cortou os longos cabelos para participar do filme de Christopher Nolan, Dunkirk (2017), e apresentou, mais uma vez, uma estética mais adulta e amadurecida. Após a participação no longa, o cantor, compositor e ícone fashion, passou a ser reconhecido também como ator devido ao bom desempenho. 

+++LEIA MAIS: Em 1993, Mick Jagger fez uma imitação perfeita de Keith Richards para o Saturday Night Live; assista

O próximo filme da carreira será Don't Worry Darling, um terror psicológico ambientado na década de 1950 no deserto californiano. Dirigido por Olivia Wilde, a produção tem estreia prevista para 2021. Além de Harry, o elenco conta com Florence Pugh e Chris Pine.

 +++LEIA MAIS: Web critica rumores sobre suposto namoro de Harry Styles e Olivia Wilde; entenda

Gucci e ícone fashion

Em 2015, ainda com o One Direction, Harry se uniu ao recém-diretor criativo da Gucci na época, Alessandro Michele, - e a parceria dos dois foi essencial para a identidade visual do cantor, que foi mais explorada na carreira solo.

Após a estreia do disco Harry Styles (2017), o músico usou Gucci em todos os videoclipes e shows da turnê solo para promover o álbum. Em geral, os looks eram floridos com calças largas e camisas. 

+++ LEIA MAIS: Harry Styles faz cover de Nirvana em Tóquio 

Mais tarde, no Met Gala de 2019,Harry apareceu com uma roupa icônica de Michele, acompanhado de acessórios e brincos de pérola. Na ocasião, os dois reafirmaram como são uma dupla potente: “Adoro me vestir bem e ele adora se vestir bem”, disse o estilista. 

O último e mais recente marco de Styles na moda foi a participação na edição de dezembro de 2020 na Vogue EUA - pela primeira vez, um homem estampou a capa da revista. E, sem muitas surpresas, o cantor usou Gucci nas fotos. 

+++LEIA MAIS: Harry Styles come esperma de bacalhau e escorpião para não responder perguntas constrangedoras

Fine Line e indicação ao Grammy 

Segundo disco solo, Fine Line(2019), chegou com tudo. Alcançou a primeira posição na Billboard 200 e atingiu a maior semana de vendas de um disco pop masculino. Em entrevista à Rolling Stone EUA, declarou: "Muita coisa mudou em dois anos, principalmente após sair da banda e descobrir o que é a vida agora. Me senti mais livre para fazer esse álbum."

Os números conquistados pelos singles "Watermelon Sugar", "Lights Up" e "Adore You" nas plataformas de streaming mostram como Harry cresce cada vez mais - e, junto, ganha o coração do público. 

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 apresentações que prometem ser incríveis [LISTA]

Foi com o segundo disco da carreira que o músico garantiu as três indicações ao Grammy 2021, primeira vez em 10 anos de carreira. Além de disputar as estatuetas, Harry Styles fará a abertura da cerimônia.  


+++ LAGUM: 'BUSCAMOS SER GENUÍNOS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL