De Harry Potter a Capitão Fantástico: 6 Professores inspiradores dos cinemas [LISTA]

Com métodos de ensino não convencionais e conselhos prestigiosos, os professores conquistam não só os personagens dos filmes, mas os espectadores também

Redação Publicado em 15/02/2020, às 15h00

None
Harry Potter e Capitão Fantástico (Foto: Reprodução)

De tempos em tempos, surgem nos cinemas personagens capazes de sintetizarem os melhores métodos de aprendizado exercidos por professores na vida real ou representarem ideais de ensino controversos e polêmicos diante do sistema tradicional de ensino.

Seja no universo mágico de Harry Potterou na comédia dramática Sociedades dos Poetas Mortos, os mestres utilizam métodos de ensino não convencionais para estimular a autonomia e despertar a verdadeira vocação de cada um dos alunos.

Além de aulas e orientações encorajadoras, professores como Dumbledore ou John Keating estão sempre dispostos a aconselhar os alunos fora das salas de aula e ajudar os jovens aprendizes a enfrentarem problemas da vida, desde brigas familiares até missões fatais em busca de horcruxes.

Por isso, separamos seis professores icônicos da cultura pop para se inspirar. Confira: 

Harry Potter - Dumbledore

O professor Dumbledore criou uma relação única com Harry. Apesar de não ter dado aulas diretamente para o jovem bruxo, foi o principal orientador durante os anos letivos em Hogwarts. Além disso, o diretor jamais deixou de aconselhar e encorajar o jovem a cumprir os deveres e aproveitar os pequenos privilégios da vida no mundo bruxo.

+++ LEIA MAIS: Autora de Harry Potter revela que a personagem Dolores Umbridge é baseada em uma professora real - também nada boazinha


Sociedade dos Poetas Mortos - John Keating

Sociedade dos Poetas Mortos é um filme indispensável quando o assunto é professores inspiradores. John Keating assume a disciplina de Inglês da Welton Academy e está determinado em desconstruir o rígido sistema de aprendizado da escola baseado em métodos de memorização.

O professor incentiva os alunos a questionarem as regras e descobrirem sozinhos a vocação deles para vida, sem o direcionamento dos pais. Em uma das cenas mais icônicas do filme, ele diz: “[...] medicina, advocacia, administração e engenharia, são objetivos nobres e necessários para manter-se vivo. Mas a poesia, beleza, romance, amor... É ara isso que vivemos”.

+++ LEIA MAIS: Bob Dylan revela que, se tivesse que voltar no tempo, seria professor de história


O Sorriso de Monalisa - Katherine Watson 

Katherine Watson leciona História da Arte no conceituado colégio de Wellesley e decide utilizar novos métodos de ensino quando percebe que a maioria das alunas não aproveita o potencial acadêmico - ocupam-se em cumprir normas sociais impostas às mulheres nos anos 1950.

Então, provoca as alunas a pensarem de forma independente - tanto no âmbito pessoal quanto no artístico. Leva quadros modernistas - que, na época, não eram considerados obras de arte - e ensina que conceitos podem ser substituídos e questionados a todo momento.

+++ LEIA MAIS: Estúdio queria Julia Roberts para viver Harriet, guerreira abolicionista dos EUA, em filme sobre escravidão


Escola do Rock - Dewey Finn

Clássico da cultura pop, Escola do Rock conta a história do atrapalhado Dewey Finn, um músico fracassado que forja a identidade do colega de apartamento para conseguir um emprego como professor substituto em um colégio preparatório de prestígio.

Rapidamente, Dewey descobre o talento musical das crianças e decide montar uma banda para concorrer em um concurso. Entre situações cômicas e aulas de rock, ensina os alunos que eles não precisam se prender ao clássico e podem expressar os sentimentos deles por meio do subversivo rock and roll.

+++ LEIA MAIS: Billie Joe, do Green Day, pede sequência do filme Escola De Rock


Matilda - Jennifer Honey

Criada em um ambiente familiar hostil, Matilda encontra o conforto e segurança pela primeira vez na vida quando conhece a professora Jennifer Honey, que se encanta com a inteligência e os poderes mágicos da nova aluna e decide salvá-la da rotina ociosa e banal da vida com os pais.

+++ LEIA MAIS: A Fantástica Fábrica de Chocolates, Matilda e outros clássicos de Roald Dahl ganharão série de animação


Capitão Fantástico - Ben Cash

Lançado em 2016, Capitão Fantástico, mostra as consequências boas e ruins da criação isolada da sociedade. Ben Cash coloca em prática o ideal de criar os filhos em um sistema de ensino que busca estimular ao máximo as capacidades intelectuais e artísticas das crianças. 

Os filhos de Ben têm dificuldade para integrar grupos sociais e desenvolver relações com indivíduos mergulhados na cultura popular norte-americana. Porém, possuem conhecimento universal sobre temas políticos e visão crítica autêntica sobre o mundo, além de serem capazes de sobreviver na natureza selvagem.

+++ LEIA MAIS: Professora ouve Guns n' Roses e chama a polícia


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS: