De 'rolê' no Playcenter a clipe no Pelourinho: As 3 vezes em que Michael Jackson esteve no Brasil

Na terceira vinda do Rei do Pop, a equipe do astro chegou a fechar contrato com o traficante Marcinho VP para garantir sua segurança

Wallacy Ferrari Publicado em 17/10/2020, às 16h00

None
Michael Jackson no clipe "They Don't Care About Us", no Pelourinho (Foto: Divulgação / YouTube)

Ao longo das turnês mundiais que fez desde a infância, Michael Jackson teve recepções calorosas a sua presença de palco enérgica com passos precisos. Porém, seu apreço pelo Brasil era ainda mais notável.

Apesar de ser assumidamente contrário as desgastantes turnês, o astro citou a paixão tupiniquim pelo seu trabalho como uma das mais incríveis ao redor do mundo, durante o especial Michael Jackson's Private Home Movies, transmitido em 2003 pelo canal americano FOX.

+++LEIA MAIS: Michael Jackson decepcionado, anões com drogas? Os maiores mitos sobre as festas de Freddie Mercury

Com três marcantes passagens — em 1974, 1993 e 1996 — o Rei do Pop conseguiu deixar sua marca na história dos espetáculos internacionais do país, mas também foi protagonista em episódios envolvendo a obsessão dos fãs, suas particularidades e, principalmente, sua personalidade.

O site Aventuras na História separou cinco curiosidades sobre as vezes que Michael Jackson esteve no Brasil. Confira.

1 - Jeitinho brasileiro

A primeira vez de Michael no Brasil foi em 1974, quando o garoto ainda fazia parte do grupo Jackson 5, ao lado dos irmãos. Em viagens internacionais, o pai Joseph não podia acompanhar os garotos, visto que fazia os contratos em solo americano. Por isso, os jovens eram acompanhados por uma juíza de menores, que restringia o trabalho dos garotos até as 22h00.

+++LEIA MAIS: Fãs de Van Halen relembram parceria com Michael Jackson: ‘Nos abençoou com um solo de guitarra icônico’

O problema é que eles já tinham um compromisso marcado após as 22h: o especial de televisão na TV Tupi. Sabendo de tal regra, os produtores do programa revelaram no Fantástico, em 2009, que aceitaram a regra da juíza, mas não disseram qual era o fuso horário brasileiro. Com isso, se apresentaram sem problemas na televisão, mesmo ultrapassando o horário.


2 - Curtindo São Paulo

O retorno de Michael Jackson ao Brasil só ocorreria em 1993, durante a turnê do álbum Dangerous, porém, de maneira bem menos intensa do que a regrada primeira passagem. Desceu do voo acompanhado de duas crianças, filhas de amigos americanos, que tinham o interesse em conhecer o Brasil. Com isso, aproveitaram para visitar alguns pontos da cidade.

+++LEIA MAIS: Vídeo mostra o quarto de Michael Jackson visto por policiais com fotos de bebês e boneco

Um dos principais seria o Playcenter, que foi fechado uma hora antes de seu horário regular para receber o astro.

Michael andou no barco viking, na montanha russa Ciclone e outras atrações, sendo recepcionado pelo próprio dono, o empresário Marcelo Gutglas. Alguns visitantes sortudos, que estavam no parque antes do fim do turno, ainda conseguiram uma foto antes do impedimento de seguranças.

+++ Leia a matéria completa no site da Aventuras da História, parceiro da Rolling Stone Brasil e Grupo Perfil


+++ OROCHI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL