Delegado afirma que morte de Chorão “aparentemente não se trata de um homicídio"

O apartamento do vocalista do Charlie Brown Jr. foi revirado e apresenta danos, mas acredita-se que eles foram causados pelo próprio músico

Redação Publicado em 06/03/2013, às 09h48 - Atualizado às 13h20

No Acústivo MTV, disco lançado em 2003, que vendeu 2 milhões de cópias
Reprodução / Youtube

O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou que a morte de Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr, “aparentemente não se trata de um homicídio". Segundo o portal G1, o delegado afirmou que o apartamento do músico estava bastante danificado, mas que isso teria sido causado pelo próprio Chorão, já que há sinais de ferimento nos dedos dele e marcas de sangue no local. O corpo passará por exames para determinar a causa da morte.

Galeria: últimos momentos de Chorão no Charlie Brown Jr.

Chorão foi encontrado morto por um motorista da banda na madrugada desta quarta, 6, em seu apartamento em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. Segundo as informações, ele passava por problemas pessoais sérios, tendo se separado da esposa recentemente.

De acordo com a assessoria de imprensa da banda disse ao portal, Chorão estava de férias e embarcaria para os Estados Unidos nos próximos dias. O próximo show da banda estava agendado para o dia 22.