Demi Lovato revela ser pansexual: 'Eu sou tão fluida agora'

A cantora pop também falou sobre a primeira vez que refletiu sobre a própria sexualidade

Redação Publicado em 30/03/2021, às 10h13

None
Demi Lovato (Foto: Reprodução / Youtube)

A cantora pop Demi Lovato relevou que se identifica como pansexual, ou seja, uma pessoa que sente atração ou se relaciona independente do sexo biológico ou identidade de gênero. (Via Consequence of Sound

Em entrevista ao podcast Joe Rogan Experience, a artista falou que se tornou uma pessoa fluida por ter sido enrustida no passado. "Sou fluida agora - e parte da razão pela qual sou tão fluida é porque estava super enrustida.”

+++ LEIA MAIS: Demi Lovato e Travis Barker, do blink 182, voltam para 2006 em nostálgico novo single, ‘I Love Me - emo version’

Então o apresentador questionou o que exatamente significa ser fluida e perguntou se Lovato era pansexual após a cantora dizer que é atraída por "tudo", o que a artista respondeu com um "sim". 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

+++ LEIA MAIS: Beyoncé, Ariana Grande e Demi Lovato cantam músicas da Disney em especial de quarentena; assista

A estrela pop também falou que sente orgulho de ser da "máfia do alfabeto", expressão usada para se referir à comunidade LGBTQIA+, e relembrou o momento em que conheceu melhor a própria sexualidade.

Ao mencionar um beijo entre Sarah Michelle Gellar e Selma Blair em Segundas Intenções (1999), Lovato disse: “Eu estava tipo, 'Oh, eu gosto disso'. Mas eu senti muita vergonha, por crescer no Texas como uma cristã, isso é muito mal visto. Qualquer atração que eu sentia por uma mulher quando era jovem, eu a fechava antes mesmo de me permitir processar o que estava sentindo."

+++ LEIA MAIS: Demi Lovato corta hit de futura turnê por causa da overdose de 2018; entenda


+++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ MAIS DE DEMI LOVATO: Demi Lovato diz que deixou o Disney Channel ao perceber que transtorno alimentar era ‘terrivelmente normatizado’ em Hollywood

Demi Lovato revelou que deixou o Disney Channel ao perceber que o transtorno alimentar dela era “terrivelmente normatizado”. Em entrevista ao site Bustle, a cantora também relembrou a ascensão da carreira e a primeira reabilitação. 

Em 2010, Demi já tinha estrelado dois filmes do sucesso adolescente Camp Rock e protagonizava a série Sunny Entre Estrelas. Contudo, conforme a artista alcançou a fama, os problemas emocionais e de saúde também aumentaram.

+++ LEIA MAIS: Demi Lovato e Travis Barker, do blink 182, voltam para 2006 em nostálgico novo single, ‘I Love Me - emo version’

A cantora lembrou de diversos aniversários em que comeu apenas fatias de melancia com chantilly “livre de gorduras” ao invés de um bolo e como a equipe de empresários dela consentiram com esses comportamentos.

“Eu meio que olhei ao redor e tive um momento em que pensei: ‘Wow. Isso é terrivelmente normatizado’.” 

Em 2010, a artista foi internada pela primeira vez e decidiu deixar o canal de televisão para lutar abertamente contra o transtorno alimentar. 

“Quando eu fiz um tratamento em 2010 [...] Eu saí da experiência com a escolha de falar sobre meus problemas ou minha possibilidade de ajudar as pessoas ou continuar de boca fechada e voltar para o Disney Channel. E eu estava tipo: ‘Isso não parece autêntico para mim’”. 

+++ LEIA MAIS: Beyoncé, Ariana Grande e Demi Lovato cantam músicas da Disney em especial de quarentena; assista

Ela completou: “Então eu escolhi contar a minha história. E eu tive esse, tipo, complexo de salvadora em que pensei: ‘Oh, eu fiz esse pacto com Deus quando era jovem e agora tenho que salvar as pessoas’”.

Demi ainda teve diversos problemas com drogas ao longo da carreira que resultaram em uma overdose em 2018. Após este episódio, a cantora contou que tomou a decisão de se afastar da equipe de empresários que a acompanhavam desde o início da adolescência e aceitar os próprios erros.

+++ LEIA MAIS: Demi Lovato corta hit de futura turnê por causa da overdose de 2018; entenda

“Eu comecei a fazer todo esse trabalho, me permitindo sentir as dores de todas as perdas que tive ou as adversidades ou os traumas que enfrentei. Eu acho que minha habilidade para ser vulnerável e ser mais íntima com as pessoas realmente aumentou.”

Por fim, a artista disse que não quer mais permitir que o corpo dela se misture com o trabalho.  “Eu quero uma carreira que não tenha nada a ver com meu corpo”, falou Demi

Ela continuou: “Eu quero que ela seja sobre minha música, minhas letras e minhas mensagens. E eu quero uma carreira duradoura, a qual eu não preciso mudar quem eu sou. A música me trouxe tanta alegria quando eu era jovem e eu perdi essa alegria na agitação da indústria. Eu fiquei miserável. E eu nunca mais quero ficar assim. É isso que quero”.