Dennis Hopper morre aos 74 anos

Ator e diretor de Easy Rider – Sem Destino tinha câncer de próstata

Da redação Publicado em 31/05/2010, às 09h34

Dennis Hopper em foto de divulgação da série Crash

Ver Galeria
(2 imagens)

O ator, diretor, roteirista e fotógrafo Dennis Hopper morreu neste sábado, 29, às 12h15 (horário de Brasília), em Venice, Los Angeles, nos Estados Unidos. Hopper tinha 74 anos e sofria de câncer de próstata, informou a agência de notícias Reuters.

A doença foi diagnosticada no final de 2009; no começo deste ano, foi divulgado à imprensa de que o câncer encontrava-se em estado terminal.

Dennis Hopper trabalhou em uma série de filmes icônicos, alguns deles marcos na história do cinema. Para citar apenas alguns de seus trabalhos: ele atuou ao lado do amigo James Dean no clássico Juventude Transviada (1959); dirigiu e atuou no marco da contracultura Easy Rider - Sem Destino (1969), pelo qual foi indicado ao Oscar de melhor roteiro; viveu um fotógrafo em Apocalipse Now (1979), de Francis Ford Coppola; apresentou um icônico vilão no filme Veludo Azul (1986), de David Lynch; dirigiu o drama Colors; roubou a cena como o vilão de Velocidade Máxima (1994); atuou, entre 2008 e 2009, na série de TV Crash.

Conhecido por problemas com drogas, o cineasta também costumava ganhar os holofotes por conta de seus conturbados relacionamentos: em 1970, Hopper divorciou-se da cantora Michelle Phillips, do grupo The Mamas and the Papas, após menos de duas semanas de casamento. Foram cinco casamentos - ele atualmente passava pelo processo de divórcio com sua última esposa, Victoria Duffy , com quem foi casado durante 14 anos. O cineasta deixa quatro filhos.

Dennis Lee Hopper nasceu em Dodge, no Kansas, em 1936, mudando-se com sua família para San Diego aos 13 anos de idade. Começou a atuar na adolescência; mais tarde, estudou com Lee Strasberg em Nova York. Seu primeiro filme, aos 19 anos, foi Juventude Transviada. Anos mais tarde ele daria aos cinemas sua obra-prima, Easy Rider, filme sobre um casal de hippies que cruza os Estados Unidos em uma moto. O longa teve um orçamento de US$ 400 mil - e rendeu mais de US$ 60 milhões. Ele foi indicado ao Oscar pelo roteiro do filme, que escreveu ao lado de Terry Southern; mais tarde, ele seria novamente indicado ao prêmio pelo papel de coadjuvante em Momentos Decisivos.

Em 2005, Hopper participou do disco Demon Days, do Gorillaz, na faixa "Fire Coming Out of the Monkey's Head". A última aparição pública de Hopper aconteceu no dia 26 de março, quando ele recebeu um estrela na Calçada da Fama, em Hollywood.